O homem mais malvado da terra

Mesmo o outrora “homem mais malvado da terra” pode encontrar a felicidade junto da sua família

Fonte: guiame.com.brAtualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:01
Mike Tyson
Mike Tyson

Mike TysonO título é pesado. Certamente injusto. Fácil, fácil, qualquer um de nós faria uma lista rapidinha com nomes de homens bem mais malvados. O rótulo, no entanto, grudou em Mike Tyson, que no auge da sua carreira era chamado de “o homem mais malvado da terra”.

Motivos não faltaram para ele conquistar o título de mais malvado. 44 nocautes em 58 lutas, 6 anos de prisão por estupro, mordida fatal arrancando um pedaço da orelha de Evander Holyfield, brigas em bares, drogas, bebedeiras e um sem número de confusões sociais. Sem dúvida, malvado.

Hoje, distante dos ringues, com quase 50 anos de idade, o tempo tratou de mudar os comportamentos tão temidos do passado. Conhecendo parte da sua biografia dá para entender um pouco dos seus desequilíbrios. Pobreza e fome marcaram sua infância, aos 13 anos de idade já tinha sido detido nada mais nada menos que 38 vezes. Se uma passagem na prisão deixa marcas, o que dizer de 38 vezes na vida de uma criança? Não consigo imaginar, mas que causam 38 prisões estragos gigantescos, causam.

As atitudes inconsequentes consumiram praticamente toda fortuna que havia conquistado através do esporte. Os luxos, as mulheres, as festas intermináveis, enfim, as vaidades de uma vida sem freios ou limites acabou encontrando freio e limite. Do grande campeão restou a lembrança, hoje, Tyson se alegra por conseguir estar vivo apesar de tudo o que fez e dos enormes vacilos que deu.

Nesta altura, os valores da vida mudaram. Encontraram um novo foco. Perguntado sobre sua situação atual, foi categórico: “Não estou morrendo de fome. Consigo alimentar minha família e os meus filhos. Estou bem feliz. Não há nada de que eu precise mais e que me faça muita falta.”

Percebeu? Mesmo o outrora “homem mais malvado da terra” pode encontrar a felicidade junto da sua família. O preço pago, no caso do Mike, foi altíssimo, até chegar nesta conclusão. Penso que seria o caso de mais e mais pessoas olharem para essa história e focarem suas famílias também. Por que perder tudo para só então dar importância ao que realmente possui valor? Para quê desprezar o lugar de refúgio que Deus nos deu? É certo que acontecem lutas em nosso lar, mas não se comparam com as sangrentas batalhas nas quais o mundo nos coloca.

O homem mais malvado da terra somos todos nós. Para dizer o mínimo, mesmo que só um dia, todos nós já fomos tal homem. Malvados podem ser transformados. Malvados confiam nas suas maldades, e envolvidos nelas acreditam nada temer, por isso fazem o que fazem, achando que nunca sofrerão dano algum.

Atualmente, em uma nova perspectiva sobre a vida , abordado sobre a questão do medo, Mike Tyson o admitiu: “Tenho medo de não ser capaz de tomar conta da minha família, da minha mulher e dos meus filhos. Tenho medo de não ter uma casa para morar. É essa a preocupação que me tira o sono”.

Fique tranquilo, Mike. Esse é o medo e a preocupação de milhares de esposos e pais. E é uma boa preocupação, digna de homens bons. Quanto ao medo, conhecer e se relacionar com o perfeito amor de Deus ajuda, pois é o amor que vem dEle que lança fora todo o medo. Em Cristo experimentamos bondades mesmo em meio as maldades. Bondades capazes de nutrir, proteger e abençoar nossas famílias.

Paz!

 - Edmilson Mendes
e-mail: [email protected]
blog: calicedevida.com.br
twitter: @Edmilson_Regina

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições