Você se acha pequeno ou grande?

Precisamos ser grandes em virtudes e pequenos, quase invisíveis, em defeitos, falhas, vícios e pecados

Fonte: guiame.com.brAtualizado: quarta-feira, 19 de novembro de 2014 11:27
grande e pequeno
grande e pequeno

grande e pequenoExclusivamente por conta da altura, desde o namoro chamo a Re de Pequenininha. Neste contexto do carinhoso apelido, portanto, ela é pequena. Também unicamente por causa da altura, desde o namoro ela carinhosamente me chama de Grandão. Nos limites deste contexto, portanto, eu sou grande.

Mas são só apelidos dentre tantos outros que dei a ela e ela a mim. Apelidos que, lógico, nem eu nem ela revelamos, pois tratam-se de carinhos e marcas que pertencem a bênção da intimidade que todo casal deve valorizar. Porém, no caso de Pequenininha e Grandão, são apelidos que só funcionam entre eu e ela por conta da diferença de tamanho. Pois em relação a alguns amigos que tenho, sou praticamente um anão. E ela, em relação a algumas amigas, é uma gigante.

Nos embates da vida, nas exigências do dia a dia, nos desafios que somos cobrados, enfim, nestas horas decisivas, nestas “saias-justas”, na constrangedora exposição social e em tantas outras provas emocionais, intelectuais, culturais e espirituais, o que você é, grande ou pequeno?

Domingo agora, 16/11/2014, estive frente a frente com uma das sete maravilhas naturais do planeta. Já havia estado lá antes, mas é incrível, é como se fosse a primeira vez. Estive contemplando as cataratas de Foz do Iguaçu. Sem palavras para descrever o êxtase de alma diante de tanta força, barulho e beleza na combinação de água, pedra, céu e vegetação.

É inenarrável. A gente para, abre a boca, cai o queixo, arregala os olhos, recebe o spray da água e agradece em glorificações reverentes a obra do Criador. Magnífica e cheia de beleza. As cataratas do Iguaçu são uma imagem poderosa de algo grande e que impõe respeito.

Lá, abraçado pela grandiosidade das cataratas, também fui impactado pela graça, pela singularidade e pela força do pequeno. Andam livremente por entre os turistas um animalzinho chamado Quati. Não fazem nada. Ou melhor, fazem. A todo instante querem comida. E lutam por ela. Se você bobear, eles levam sua bolacha. Vimos um dos Quatis do parque tirar da sacola de uma moça um pacote fechado de bolacha, correr pra mata, abrir o pacote e degustar as bolachas. Todos riram, exceto a filhinha da moça, afinal ela foi a vítima do “roubo”, a bolacha era dela!

Observador que sou, vi que a maioria das pessoas batiam fotos de todos os ângulos que podiam das cataratas, mas também dos Quatis. Sorriam extasiados com a grandeza das cataratas, mas também sorriam agradecidas com a pequenez dos Quatis.

Saí de lá feliz e grato a Deus com o equilíbrio natural entre o grande e o pequeno. Cataratas e Quatis vivem harmoniosamente no parque. Cada um tem seu espaço que generosamente é compartilhado. Um empresta beleza ao outro e cada um tem seu lugar no espetáculo proporcionado a cada turista.

E então, você é grande ou pequeno? Não importa. O que importa é saber que seu papel é único e importante. O que importa saber é que tais papéis também mudam nas diversas voltas que a vida dá. Hoje sou pequeno, amanhã serei grande. E depois, de novo pequeno.

Pelo menos é assim que a vida tem me ensinado. Em meu casamento, para além dos apelidos e nas mais variadas situações, fui eu o Pequenininho e a Re a Grandona. E fosse qual fosse o meu papel nas situações, aprendi a lutar para oferecer o meu melhor fosse eu o pequeno, fosse eu o grande.

Precisamos ser grandes em virtudes e pequenos, quase invisíveis, em defeitos, falhas, vícios e pecados. Grandes nas orações e pequenos nas reclamações. Grandes na obediência e pequenos em nosso pequeno e por vezes caprichoso ego. Enfim, precisamos de equilíbrio para saber que somos pequenos e que só Deus nos faz grandes. Um dia somos cachoeira, no outro Quati. Mas em todos os dias devemos agradecer por sermos o canal da vontade de Deus em nós, quer estejamos grandes, quer estejamos pequenos.

Paz!

- Edmilson Mendes
e-mail: [email protected]
blog: calicedevida.com.br
twitter: @Edmilson_Regina

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições