MENU

Qual deve ser seu presente de Dia dos Pais

Gostaria de te dar uma sugestão: Tempo.

fonte: Guiame, Fernando Queiróz

Atualizado: Sexta-feira, 9 Agosto de 2019 as 4:03

(Foto: Freepik)
(Foto: Freepik)

Qual presente você pensa em dar ao seu pai? Um relógio; camisa; sapatos; um celular; aquela poltrona que inclina e que tem espaço para pôr copos além de massagear os pés; camisa de seu time favorito; aquela churrasqueira que ele tanto sonha; meias; barbeador?

Ótimas ideias! No entanto, gostaria de dar uma sugestão: Tempo.

A forma como interagimos com nosso pai é interessante, não é? Na infância, o pai é o herói. Na adolescência, ele é o nosso caixa eletrônico e a pessoa "estraga prazer" (em alguns casos). Na juventude, uma referência, mas ao mesmo tempo alguém de quem queremos ter independência. Quando conseguimos a tão desejada independência, ele se torna a pessoa que mais queremos ter por perto. Falo isso por mim. No início do meu casamento, o que eu mais desejava era poder ligar para ele e pedir ajuda. Infelizmente, não tenho mais esta possibilidade. Por isso, minha sugestão a vocês é: Tempo.

É engraçado como as igrejas lidam com estas datas comemorativas. No Dia das Mães, a ênfase sempre está em quão incrível as mães são e como são importantes para o mundo. No Dia dos Pais, o sermão quase sempre é uma exortação aos pais, do tipo: "O que há de errado com você?". Isso não é, categoricamente, errado; apenas engraçado. No entanto, como sacerdotes do lar, quase sempre há uma cobrança interna, pensando se estão tomando as decisões certas e se está cuidando bem daquilo que Deus colocou para cultivar (eu já sinto esse peso hoje; imagina quando chegarem os filhos!). Por causa desta cobrança interna, minha sugestão continua a mesma: Tempo.

Na minha infância, uma das coisas que eu mais gostava de fazer era deitar no sofá com meu pai e assistir Tom & Jerry. Lembro-me, também, dos presentes que ele me deu. No entanto, hoje, guardo as memórias do tempo de qualidade que passamos juntos, não os presentes.

Com seu pai também não é diferente. Ele se sentirá amado e querido ao receber seu presente, fique tranquilo quanto a isso. No entanto, tempo com os filhos vale ouro. Que tal, nesse Dia dos Pais, você convidar seu pai para assistir um filme no cinema; ou levá-lo para sua churrascaria favorita; ou para ir ao parque conversar sobre a vida ou ir ao museu com ele? Este tempo que vocês terão juntado valerá muito mais do que uma ferramenta que ele, provavelmente, nunca usará.

A Bíblia nos deixa claro, em Gênesis 2, que o papel do homem é cultivar. Isso envolve fazer crescer; cuidar e proteger. Já reparou como o homem fica feliz e realizado quando planta uma árvore ou faz algo funcionar (ou os músculos começam a crescer)? Pois é. Fomos criados para cultivar e nos alegramos fazendo isso. O papel do pai é fundamental no desenvolvimento de seus filhos. Isso é o que a Bíblia ensina.

Passar tempo com seu pai o faz ver que cultivou algo. Que alguém é grato pelo cuidado que ele teve. Mostre isso ao seu pai, nesse dia. Assista o jogo de futebol ou corrida de Fórmula 1 com ele. Dou este conselho, pois não posso mais fazer esse convite. Aproveite seu pai. Cultive seu relacionamento com ele.

Caso você tenha tido um pai que foi o contrário de tudo que escrevi. Minha sincera oração é que você encontre paz, consolo e cuidado em Jesus Cristo. Ele pode trazer consolo para o coração que sofreu por um pai que não cumpriu seu papel. Que você possa sentir o consolo que só Deus pode dar. Que a paternidade ausente em sua vida seja encontrada Nele.

Um feliz Dia dos Pais a todos os pais que estão lendo este artigo!

Por Fernando Queiróz, psicólogo; líder do ministério Change (jovens de 18-25 anos) na Primeira Igreja Batista de Santo André, onde também trabalhou com adolescentes. Filho de pastor; amante da teologia e da antropologia cultural.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

 

veja também