MENU

Bancos vazios de oração, púlpitos sem poder

Bancos vazios de oração, púlpitos sem poder

Atualizado: Terça-feira, 28 Janeiro de 2014 as 7:58

púlpitoO êxito da pregação exige uma interação entre os bancos e o púlpito; entre os crentes e o pregador. 
 
Quando os crentes oram pelo pregador e os bancos se enchem de oração, o poder se manifesta no púlpito na vida do pregador. 
 
Charles H. Spurgeon disse que o sucesso do seu ministério de pregação devia-se à uma reunião de oração todas as segundas-feiras no templo, onde milhares de pessoas reuniam-se para buscar o poder de Deus. 
 
Sem oração não há pregação poderosa. Sem oração não há unção do Espírito. O poder vem pela oração.
 
Os apóstolos entenderam isso, ou seja, a conexão entre oração e palavra. Por isso consagraram-se à oração e ao ministério da palavra (At 6.4). Quando oramos com fervor, pregamos com poder!
 
 
- Hernandes Dias Lopes
 

veja também