MENU

A lista dos maus meninos

Todos fomos parar na lista dos malcriados, ninguém de nós merece presente algum.

fonte: Guiame, Mariana Mendes

Atualizado: Sexta-feira, 20 Dezembro de 2019 as 4:41

(Foto: Stock)
(Foto: Stock)

Natal chegando, e com ele, muitos filmes, histórias de Natal e todo o clima e as tradições do bom Papai Noel. E qual a tradição mais conhecida? Na noite de Natal, o Papai Noel roda o Globo todo entregando presentes a todas as crianças. Opa! Calma aí, tem uma coisa errada nessa tradição, que eu estou esquecendo! Então, nem todas as crianças recebem presentes! Só recebem presentes aquelas crianças que foram boazinhas durante todo ano! As outras, recebem um pedaço de carvão, como castigo por não terem se comportado. O Papai Noel tem uma lista das crianças boazinhas e uma lista dos malcriados, e você precisa estar na lista certa para ganhar um presente.

Pra começo de conversa, sabemos muito bem que o Papai Noel não existe. E tudo bem, a história e todo lance do se-você-foi-bom-ganha-presente pode ser uma didática boa pra usar com as crianças. Mas eu tenho uma coisa pra te contar sobre outro Papai, e não é lenda, nem história infantil, nem conto de fadas. É sobre o Papai do Céu.

O Papai do Céu entregou um presente incrível para toda a humanidade, ele mandou um bebê, seu Próprio Filho, o Deus que se tornou carne e habitou entre nós, o Deus que morreria numa cruz para restabelecer a conexão que o próprio homem havia quebrado com o Papai. E não foi uma coisa que ele enviou apenas às crianças, mas aos jovens, adultos e idosos também! Todos ganham o presente! Agora, quer saber a maior mágica de todas sobre o presente do Papai do Céu? Ele não tem lista de quem pode ou não receber! Todos podem!

Na verdade, se Deus fosse colocar a humanidade em lista de bons ou maus, estaríamos todos fadados a ficar sem presente. “Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Romanos 3:23), todos nós pecamos, todos perdemos a conexão com o Papai, todos nos afastamos Dele, todos fizemos a escolha de romper com Deus; portanto, todos estamos destituídos da Sua glória. Todos fomos parar na lista dos malcriados, ninguém de nós merece presente algum, e mesmo assim “sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça.” (Romanos 3:24,25) A justiça do Papai do Céu é muito diferente da nossa, ele colocou todos nós dentro da mesma lista, todos nos tornamos dignos de perdão, todos nós recebemos o mesmo presente: a salvação alcançada pelo sacrifício de Jesus, do bebê que foi enviado, e que pode ser nosso se apenas acreditarmos!

Muito se fala, nessa época, de uma frase mais ou menos assim: acredite na magia do natal! E apesar de sabermos que Papai Noel é apenas uma fantasia, ficamos encantados com toda montagem que essa ficção apresenta, e aqui, não quero entrar em certo ou errado sobre Papai Noel. Apenas quero te lembrar do verdadeiro e eterno presente que está a sua disposição, do eterno e verdadeiro Papai do Céu que te ama, e da verdadeira magia que você precisa acreditar: que de magia não teve nada, Jesus te colocou na lista dos bonzinhos, Ele está só esperando você dar seu passo de fé pra conhecer uma vida com Ele, repleta de desafios sim, mas repleta de paz e do amor inexplicável do Papai!

Por Mariana Mendes, escritora e estudante de Letras. Trabalha com mídias sociais e fundou o canal EntreLinhas. Filha do Pai e filha de pastor. É apaixonada por ver a rotina com novos olhares.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: A salvação é pelas obras

veja também