MENU

A minha real identidade

O homem desse mundo, o homem pecador que habita dentro de nós, não é o espelho da nossa real identidade.

fonte: Guiame, Mariana Mendes

Atualizado: Terça-feira, 19 Novembro de 2019 as 4:43

(Foto: Getty)
(Foto: Getty)

Quando perguntam a alguém: Quem é você? Pelo que geralmente as pessoas escolhem se definir? Como explicamos quem somos. Talvez pelo nosso nome, ou quem sabe pela profissão, por alguma escolha filosófica de vida, às vezes podemos nos definir pela dieta que seguimos, pelo estilo de roupa que usamos, talvez o que nos defina seja aquele pecado que cometemos, nossa posição social, nossa posição na igreja, quem sabe sejamos conhecidos como os filhos de nossos pais, irmão de fulano, amigo do ciclano, ou aquela garota morena do cabelo assim e assim.

Como nós nos definimos? Como as pessoas nos definem? Existem tantas formas de definir quem somos. Mas parece que apenas nosso nome, nossa profissão, a cor do cabelo, nosso corpo, o grupo social ao qual fazemos parte, nada disso parece realmente suficiente. Sabe por quê? Porque, de fato, nada disso o é! Nem nosso nome, nem nossas escolhas de vida, nem nossos pecados, nossa profissão, nem nada pode definir quem nós realmente somos.

Em um livro do C. S. Lewis, ele diz que as condições da vida de cada pessoa as levam a lugares e escolhas diferentes umas das outras, mas nada que nos aconteça pode realmente ditar a nossa essência. O que nós somos só pode ser verdadeiramente encontrado em um lugar: em Jesus!

“Que Ele cresça e eu diminua”. João Batista, ao dizer isso, sabia que quanto mais de Jesus houvesse dentro dele, sabia que a mais de sua verdadeira essência ele teria dentro de si. O homem desse mundo, o homem pecador que habita dentro de nós, não é o espelho da nossa real identidade, e nós não precisamos aceitar que ele seja. A nossa real identidade está centrada e fincada em Cristo Jesus, quando estamos Nele e Ele em nós é que o nosso verdadeiro “eu” tem espaço pra atuar.

Ou seja, por mais louco que pareça, quanto mais de Jesus em você, mais de você em você, mais da sua natureza real, da essência que Deus planejou pra você! Nada do que acontece na nossa vida pode roubar nossa essência, apenas nossas escolhas podem nos afastar ou nos aproximar de quem somos, de Jesus!

Podemos ser Marias, Joãos, Anas ou Paulos; médicos, engenheiros, garis; de direita ou de esquerda; veganos, vegetarianos, carnívoros; filhos do presidente ou do porteiro; etc... O que realmente conta quando se trata de: quem você é? Você é filho de Deus!

Por Mariana Mendes, escritora e estudante de Letras. Trabalha com mídias sociais e fundou o canal EntreLinhas. Filha do Pai e filha de pastor. É apaixonada por ver a rotina com novos olhares.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

veja também