Sem crise de água, a sede passa

Fica mais fácil e mais conveniente pra gente buscar Deus na seca, na escassez, quando não chove e a gente precisa de ajuda pra resolver os mil problemas e lutas que começam a aparecer um atrás do outro.

Fonte: Guiame, Mariana MendesAtualizado: terça-feira, 15 de março de 2016 19:18
Homem usa água para lavar carro. (Imagem: Pensamento Verde)
Homem usa água para lavar carro. (Imagem: Pensamento Verde)

Lembra que há poucos meses atrás sofríamos com a escassez da chuva, e que ficamos apavorados porque tudo começou a baixar e a água estava acabando e sem água, sem vida, tudo estaria perdido?

Bom, nesses momentos, nossa sede vai às alturas!

Mas, e aí? Bom... Daí, volta a chover, os banhos ficam mais demorados, o desespero fica menor, a sede acaba e tudo volta a ser como era antes...

Fica mais fácil e mais conveniente pra gente buscar Deus na seca, na escassez, quando não chove e a gente precisa de ajuda pra resolver os mil problemas e lutas que começam a aparecer um atrás do outro. E a gente busca com sinceridade, de coração, com fé e esperança de que o Pai que está nos céus vai nos ouvir e nos atender, nos aproximamos Dele, deitamos em Seu colo, e aceitamos Seu abraço.

Mas daí volta a chover. Os problemas quando não acabam, diminuem, ficam tão pequenos que: “ué, eu mesmo dou conta disso!”. As coisas acalmam de tal forma que começamos a nos sentir fortes e agir sozinhos e esquecemos do quanto somos dependentes de Cristo, de quanto ficamos limitados ao agir por nós mesmos. Mas, pra que? Pra que eu preciso de ajuda agora? Já não tenho mais sede, tá tudo bem... Até que para de chover de novo, e a escassez volta.

Claro que nós temos várias segundas chances, mas ninguém pode te garantir quando será tarde demais, então é melhor buscar enquanto há tempo de encontrar!

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições