"Só Deus e o amor das igrejas para resolver os problemas das drogas"

"Só Deus e o amor das igrejas para resolver os problemas das drogas"

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:17

Quando fui ao relançamento do programa nacional de combate ao crack e outras drogas no Brasil, meu coração se encheu de esperança, porém quando vi pela TV as atitudes de policiais, expulsando viciados usuários de crack da cracolância, vendo a cena da correria, logo pensei o que farão com esses doentes? Onde vão levá-los? Como será o tratamento? Sim, porque fazer batida sem ter a solução do problema é arrumar mais problemas.

Pergunta que não quer calar “Cadê o conselho federal de psicologia para resolver o problema da cracolândia, já que é contra internamento compulsório e a ajuda do governo ás comunidades terapêutica?”

Essa ação da prefeitura de São Paulo, foi desastrosa por que não resolve os problemas.Apenas espalharam a catástrofe por toda a cidade e se antes tinham um lugar isolado para usarem drogas, agora a cracolândia vai se tornar focos em todo o centro de São Paulo.

Falta de conhecimento do poder de um vício, o que ele causa nas pessoas de conhecimento e da fissura, que é incontrolável. Pode causar um caos social, gerando medo e inseguranças nos moradores e muita violência por parte dos usuários.

Pela minha experiência posso afirmar que a fissura da droga, o medo de ficar sem a pedra, vai levar este usuário a uma maior criminalidade. Vão assaltar, se envolver em mais brigas, matar ou morrer, pois ter a pedra, para saciar seu vício se torna a coisa mais importante na vida. 

São pessoas doentes que necessitam de tratamento, não tem como tratar de um viciado de crack apenas expulsando-o de um lugar para outro.

As autoridades estão sem controle, não sabem o que fazer, e nós profissionais cristãos sabemos a possível resolução destes problemas está em Deus e na força da Igreja.

Infelizmente por preconceito, preferem dar ouvidos a um conselho federal de psicologia (CFP), acham mais fácil liberar drogas e fazer campanha contra o único equipamento que tem dado certo no Brasil as comunidades terapêuticas ou ainda descaracterizar a ajuda da igreja. por não acreditarem em Deus.

Está na hora do governo bem como todas as profissões, deixarem o preconceito de lado e pedir ajuda as igrejas, as comunidades terapêuticas os centros de apoio religiosos, pois somente assim conseguiremos resolver o problema das drogas do Brasil.

Não tem mais como deixar as igrejas de fora a fé em Cristo de Fora, negar a fé das pessoas em Deus, é colocar essas pessoas e suas famílias no verdadeiro inferno das drogas, é tirar a única oportunidade de cura para essas pessoas dominadas pelo vício.

Por Marisa Lobo Via Psicologia Cristã

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições