MENU

A comparação não é um bom negócio...

A comparação não é um bom negócio...

Atualizado: Quinta-feira, 22 Agosto de 2013 as 9:40

comparaçãoUm dos maiores erros cometidos por nós, seres humanos, é a comparação. A medição de si mesmo de acordo com os padrões, os feitos ou as realizações das outras pessoas. Desde pequeno somos comparados aos nossos irmãos, aos filhos dos vizinhos ou a qualquer outra pessoa. Este espírito comparativo continua durante a adolescência e a idade adulta, tornando-se traumatizante porque passamos a maior parte de nossas vidas tentando competir com os outros, comparando nossas realizações com outras pessoas do nosso meio, e tentando viver de acordo com os seus padrões de aceitação.
 
Sempre que você compara os seus talentos e habilidades com os outros, quer favorável ou desfavoravelmente, desperdiça a oportunidade de se tornar melhor tentando tornar iguais pessoas que são totalmente diferentes.
 
Quando éramos crianças minha família e eu viajávamos de carro e tínhamos o hábito de ficar pedindo para que o pai ultrapassasse todo mundo. Torcíamos para que ele conseguisse e comemorávamos muito fazendo caretas para o carro que acabávamos de deixar para trás. Mas, teve um dia que um carro passou por nós tão rápido que eu e o meu irmão ficamos de boca aberta.
 
A lição aqui não é que o verdadeiro sucesso não é medido pelo quanto você fez ou realizou em comparação ao que outros fizeram; o verdadeiro sucesso é o que você fez comparado ao que você poderia ter feito. Em outras palavras, viver em plenitude é competir com você mesmo.
 
Em vez de sermos nós mesmos, ficamos preocupados em ser o que os outros acham que deveríamos ser. Sempre existirão pessoas, as quais iremos superar e outras que nos superarão. Se competirmos com nós mesmos, e não com os outros, então não importa quem está atrás ou na frente; nossa meta é nos tornarmos tudo aquilo que somos capazes de ser e de realizar, e isto se torna a medida da nossa satisfação. Todas as experiências que você terá durante a sua vida, não eliminarão a sua capacidade de fazer tantas vezes quantas forem preciso.
 
 
- Prof. Menegatti
 

veja também