MENU

Pois que tão encarecidamente me amou...

Pois que tão encarecidamente me amou...

Atualizado: Sexta-feira, 21 Janeiro de 2011 as 2:25

Pois que tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque conheceu o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; livra-lo-ei e o glorificarei. Dar-lhe-ei abundância de dias e lhe mostrarei a minha salvação (Sl 91: 14-16).

Em toda a história da humanidade nunca uma palavra foi tão dita, debatida e cantada, mas pouco entendida na sua amplitude e complexidade quanto o amor. Ele já foi cantado em versos e prosas por diversos artistas, e estudado por algumas Ciências, como a Psicologia e a Filosofia.

Como sentimento ele aparece em todos os romances, novelas; mas discutiremos aqui como Deus o vê e o promove de algo subjetivo à ações práticas na vida de Seus filhos.

O amor, segundo a Palavra de Deus, não se restringe a sentimento, mas sim em ação. O próprio Deus, para demonstrar seu amor por nós, entregou  o seu Filho Unigênito como sacrifício por nossos pecados (Jo 3: 16) e, assim, capacitou-nos a sermos feitos Seus filhos (Jo 1: 12). Se Ele apenas se restringisse a nos amar de forma sentimental estaríamos para sempre perdidos.

O próprio Senhor Jesus nos ensinou sobre o que é amá-Lo e suas conseqüências:

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda [pratica], este é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele (Jo 14: 21).

Nosso Pai Celeste tem prazer naqueles que O amam, que respeitam e praticam Sua Palavra. Como conseqüência à nossa demonstração de amor, Ele se manifesta  a nós com suas bênçãos e cuidados.

Podemos perceber ao analisarmos o texto bíblico que serve de base a este estudo, que a recompensa por amarmos a Deus não está registrado como receber igualmente Dele amor. O Espírito Santo, o verdadeiro autor do texto, vai diretamente ao sentido do amor divino: Ações que demonstram Seu cuidado e provisão.  Seu amor por nós vai muito mais além do sentimento. Ele se transforma em atitudes.

1-  Pois que tão encarecidamente me amou...

1.1-    Também eu o livrarei

O sangue que Jesus Cristo verteu na Cruz por amor a nós nos redimiu do pecado (Hb 9: 11, 12), nos faz justos diante de Deus (Rm 5: 19), nos livra do presente século mau (Gl 1: 4), de toda má obra e nos guarda para o Seu Reino Celestial (2 Tm 4: 18).

1.2-    Pô-lo-ei num alto retiro, porque conheceu o meu nome

Davi descreveu em 2 Samuel 22: 2, 3 e Salmos 18: 1, utilizando metáforas, os cuidados  de Deus para conosco. Ele declara que o Senhor é a sua fortaleza, rochedo, lugar forte, escudo, força da sua salvação e alto refúgio.

Da mesma forma nós devemos confiar na proteção, segurança e força imutáveis de Deus. Ele é o “nosso lugar forte” _um lugar de refúgio e segurança onde o inimigo não pode penetrar. Ele também é “nosso alto refúgio” _um lugar seguro para nos elevar acima dos perigos desta vida.

Davi conhecia o Nome do Senhor, e foi em Nome Dele que enfrentou o gigante filisteu Golias (1 Sm 17: 45) e o venceu.

1.3-    Ele me invocará, e eu lhe responderei

O Senhor é fiel à Sua Palavra, e está sempre perto de todos os que O invocam em verdade. Ele promete cumprir o desejo daqueles que o temem, ouvir e responder ao clamor de Seus filhos, trazendo o Seu favor e salvação (Sl 145: 18, 19).

1.4-    Estarei com ele na angústia

O Senhor afirma nunca nos deixar e jamais nos desamparar (Js 1: 5). Quando passarmos por tribulações e angústias poderemos clamar por seu socorro, pois Ele promete nos livrar do mal para que Seu Nome seja glorificado (Sl 50: 15).

1.5-     Livra-lo-ei e o glorificarei

A Palavra de Deus afirma que o Seu poder se move em favor daqueles que Nele confia. Ao clamarmos por Seu socorro Ele nos livra das angústias e necessidades, e também nos coloca numa posição  espiritual privilegiada, quebrando toda prisão diabólica que possamos estar sendo vítimas (SL 107: 13-15).

1.6-     Dar-lhe-ei abundância  de dias

Provérbios 10: 27 diz: “O temor do Senhor aumenta os dias, mas os anos dos ímpios serão abreviados”. O amor a Deus está interligado ao temor (respeito) devido ao Seu Nome e à Sua Palavra. Àqueles que O amam e respeitam, Ele promete longos anos de vida. Ao contrário, àqueles que são ímpios (desrespeitam e desprezam Sua Palavra) terão seus anos de vida diminuídos.

1.7-     E lhe mostrarei a minha salvação

O Dr. C. I. Scofield, responsável pela Bíblia de Referências, faz uma excelente explanação em nota de rodapé sobre o texto de Romanos 1: 16. Ele é um estudioso de grego e hebraico e escreveu: “As palavras gregas e hebraicas que significam salvação subentendem as idéias de livramento, segurança, preservação, cura e perfeição”.

Que maravilha poder desfrutar desse amor tão completo, que nos livra, dá segurança, preserva do mal, cura e aperfeiçoa!

O segredo de ser alvo do cuidado protetor de Deus é ter um coração em tudo voltado para Ele, por gratidão e amor.

Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha Palavra, e meu Pai o amará, e viveremos para ele e faremos nele morada (Jo 14: 23_grifo meu).

Que o Espírito Santo confirme Sua Palavra em nossos corações.

Mônica Valentim

Mônica Valentim é pedagoga, com expecialização em Orientação Educacional e Profissional; pós- graduada em Psicomotricidade. Possui especialização em Modificabilidade Cognitiva PEI- Nível I, Jerusalém, Israel. Bacharelanda em Teologia.  

veja também