Deus é o nosso refúgio e fortaleza

O salmista diz que Deus é refúgio quando eu posso chegar até Ele, e é socorro quando eu não posso me mover, quando estou paralisado.

fonte: Guiame, Roberto de Lucena

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2021 as 2:51

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto, não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares.” (Salmos 46:1,2)

Refúgio e socorro são duas condições distintas. O refúgio é aquele local, aquele endereço para onde corremos quando sob uma tempestade ou diante de uma ameaça de um perigo iminente. O socorro é quando não temos condições de nos deslocarmos e de corrermos até o refúgio, então nós clamamos, pedimos ajuda, e o socorro se desloca até nós.

O salmista diz que Deus é refúgio quando eu posso chegar até Ele, e é socorro quando eu não posso me mover, quando eu me sinto frágil, fraco, impotente, paralisado. O que esse texto nos quer dizer, é que independentemente de como eu esteja me sentindo, forte ou fraco, me sentindo um gigante ou me sentindo pequeno, Deus tem verdadeiro interesse pela minha vida.

O que nós compreendemos neste texto da palavra de Deus, é que mesmo que os fundamentos que nos proporcionam segurança, ainda que a Terra se mude, os montes se transportem para o meio dos mares, que venham os tsunamis, os terremotos, as circunstâncias difíceis da vida, nós podemos continuar contando com o nosso Deus por que ele não muda, o seu amor e o seu interesse para conosco não mudam, o seu coração, o seu sentimento por nós não muda. É por isso que independentemente das dificuldades, das crises da vida, das surpresas que não são tão agradáveis, daquilo que nos causa insegurança e preocupações, nós podemos continuar confiando em Deus, depositando nEle a nossa esperança, lançando sobre ele a âncora da nossa fé, a âncora da nossa confiança. Porque Ele é refúgio quando eu preciso, Ele é socorro quando eu preciso, eu posso contar com Ele em qualquer circunstância, quando todos vão embora, quando a porta se fecha, quando as luzes se apagam, quando as cortinas se encerram, Ele continua atento, cuidadoso, presente, pronto. Ele continua refúgio e socorro.

Que Deus te abençoe e que você, ao olhar para o conjunto de circunstâncias que lhe envolve, possa, acima destas circunstâncias, contemplar o poder de Deus - e acima de tudo o coração de Deus, interessado por você... que te ama, que está atento, que se preocupa com você, que se ocupa com a sua vida e que tem poder para conduzir você até onde você precisa chegar.

Que Deus te abençoe e Deus te guarde vai dar tudo certo!

Deus é refúgio e fortaleza!

Deus te abençoe em nome de Jesus!

Roberto de Lucena é Pastor e Deputado Federal (Podemos) por SP. Presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos Humanos e pela Justiça Social e ex-presidente da Frente Parlamentar de Liberdade Religiosa.

*O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Jesus, o campeão invicto

veja também