MENU

Fabricando fé despoluída

Fabricando fé despoluída

Atualizado: Segunda-feira, 5 Julho de 2010 as 2:55

Rm 10.17: ''E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo''.

Somente mensagens construídas com a Palavra garantem a construção do tipo certo de fé. Da mesma forma, a argamassa feita com areia do rio e não do mar, garante uma construção estável. A areia do mar e a mensagem corrompida, embora se pareçam com a certa, possuem substâncias corrosivas, que ao longo do tempo provocam profundos abalos na construção.

Se parecem tanto com o original, que somente um exame minucioso denunciará a sua origem. O incauto é o público alvo dos vendedores de material falsificado. Adquirem promessas que não se cumprirão e naturalmente frustrados se revoltam contra Deus. Reação típica de quem não percebeu que foi vítima desavisada de mordidas deformadoras provocadas por lobos vorazes.

A bem da verdade, precisamos admitir que o mercado religioso é bem mais vulnerável ao ilusionismo do que o mercado da construção civil. O consumo é estimulado por fatores nem sempre mensuráveis. Estamos lidando com fatores subjetivos e com uma mercadoria que pode ser vendida sem passar pelas avaliações dos órgãos governamentais verificadores.

O lobo sabe se esconder atrás de leis coniventes envolvendo liberdade de expressão e da omissão de outros grupos religiosos. Os grupos mais expressivos, comprometidos com atividades ilícitas, não querem chamar a atenção do ministério público para esta fatia do mercado. Gato escaldado tem medo de água fria.

Os políticos fazem as leis, mas precisam conquistar o voto de um grupo que aumenta dia a dia. Entidades paraeclesiásticas precisam vender seus produtos para sobreviverem, e não se sentem estimuladas a confrontar líderes com poder de controle sobre este mercado tão promissor. Falo de editoras, livrarias, gravadoras, mídia, acampamentos, hotéis e bugigangas Gospel. Declarações contundentes, mesmo necessárias, desestimulam a venda.

Para ganhar é preciso estar disposto a perder. Somente com coragem e disposição de pagar o preço do comprometimento com a verdade conseguiremos fazer com que ela prevaleça. Somente voltando ao primeiro amor e permanecendo com a Palavra, a faxina da casa de Deus poderá ocorrer.

Por este motivo Paulo declara que para produzir o tipo certo de fé, é necessário que o conteúdo da nossa pregação não seja contaminado por nada além da Palavra.

Ubirajara Crespo

Ubirajara Crespo   é pastor, escritor, conferencista, editor e diretor da Editora Naós.

Visite o Blog sob Nova Direção -   http://sob-nova-direcao.blogspot.com/

veja também