Levantamento de um profeta

Levantamento de um profeta

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:32

"E o SENHOR disse-lhe: Que é isso na tua mão? E ele disse: Uma vara.

E ele disse: Lança-a na terra. Ele a lançou na terra, e tornou-se em cobra; e Moisés fugia dela.

Então disse o SENHOR a Moisés: Estende a tua mão e pega-lhe pela cauda.

E estendeu sua mão, e pegou-lhe pela cauda, e tornou-se em vara na sua mão." - Ex 4.3.

O levantamento de um dos maiores profetas já existente em nosso planeta é um grande exemplo da forma de Deus de agir durante a escolha de seus enviados.

Moisés, que já havia jogado a toalha, foi impactado pelo estranho fenômeno do fogo que pegou no espinheiro, mas não o queimou. Fato de fácil constatação, pois o espinheiro, ao queimar, emite fortes estalos, o que não aconteceu naquele caso específico. Há um fogo que chama a atenção para a presença de Deus em nós, porém não nos consome, mas cuidado, há também um fogo consumidor, que purifica, assim como há um fogo devorador. Qual você prefere?

Deus perguntou a Moisés: O que tens na mão? Moisés deve ter ficado intrigado com aquela pergunta, pois estava falando com o próprio Deus onisciente. "Será que Ele não sabe!!!!???" Se Moisés fosse pernambucano teria respondido assim: OXENTI!!! Na realidade, quem não sabia do potencial em suas mãos era Moisés, o que Jeová estava tentando lhe mostrar.

Carregamos conosco potenciais latentes, dos quais fugimos inconscientemente, que só serão liberados mediante a intervenção de alguém que tenha discernimento e interesse para descobrir, incentivar e desenvolver. O papel de um pastor é tentar revelar o potencial e a limitação contidos em nossas mãos.

Em contrapartida, caso esse trabalho não seja bem feito, pode surgir uma tendência para a auto-exaltação. O coração é facilmente capturado pela soberba, ou delírio de grandeza ? A megalomania é considerada um transtorno psicológico em que o doente tem ilusões de grandeza, poder e superioridade. É uma característica do transtorno afetivo bipolar. Também se caracteriza pela obsessão em realizar feitos e atos grandiosos. A soberba descontrolada endoidece e obriga o vaidoso a falar bobagens. O rei do Egito, por exemplo, declarou: "O [rio] Nilo é meu; e o fiz para mim mesmo" (Ez 29.3).

Não é plano de Deus colocar pessoas em posições onde sejam veneradas como seres especiais. Satanás tentou levar Jesus até o pináculo do templo, mas Ele resistiu. O coração humano não é capaz de resistir a tanta adulação. Agostinho disse que prefere os críticos que o corrigem aos aduladores que o corrompem.

Ubirajara Crespo é pastor, escritor, conferencista, editor e diretor da Editora Naós.  

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições