Remendados ou recriados?

Remendados ou recriados?

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:49

O engano é como uma imagem sobreposta com o objetivo de ocultar a pintura original.

Qual imagem você permite que as pessoas vejam?

Pintar um colibri por cima de um coração de urubu não muda a sua real condição interior.

Também não dá para simplesmente eliminar aquele pedaço de tela e costurar outro no lugar, o remendo continuará existindo por baixo da camada de tinta.

Alguns remédios só conseguem mascarar a doença, outros controlam apenas o sintoma, mas há alguns que realmente curam.

O método de Deus, permita-me usar uma palavra inexistente, é “desconstruir”, destruir o quadro anterior da sua vida, para construir algo totalmente novo.

Isto é regeneração, ou seja, fazer novamente, começando do zero. Do mesmo modo que Ele fez o mundo, isto é, de si mesmo, Ele deseja refazer a sua vida, soprando para dentro de você um fôlego que cria uma nova natureza, um descendente do segundo Adão, Jesus Cristo.

Feridas interiores não são curadas com um esparadrapo litúrgico. Foguetório litúrgico apenas encobre transgressões sem as curar.

Uma organização construída apenas com programação de culto, bandas que oferecem louvor festivo, frases de efeito e declarações positivas, sem quebrantamento não passa de uma fábrica de esparadrapo.

Aquele que encobre as suas transgressões jamais prosperará, mas o que as confessa de deixa, alcançará misericórdia (Provérbios.28.13).

Precisamos zerar tudo e começar de novo.

Que sejamos recriados em Cristo

Ubirajara Crespo é pastor, escritor, conferencista, editor e diretor da Editora Naós.

Visite o Blog sob Nova Direção -  http://sob-nova-direcao.blogspot.com/

Siga-nos

Mais do Guiame