MENU

Uma segunda versão

Uma segunda versão

Atualizado: Quarta-feira, 18 Abril de 2012 as 1:13

Josue 22.11: Os filhos de Israel ouviram dizer: Eis que os filhos de Rúben, os filhos de Gade e a meia tribo de Manassés edificaram um altar defronte da terra de Canaã, nos limites pegados ao Jordão, do lado dos filhos de Israel.
Quantos julgamentos e reações erradas já foram construídos com base no "ouvi dizer"? Esta que vemos aqui foi apenas mais uma. De especial, "apenas" que poderia extinguir quase 20 por cento da população Israel.

Josué 22:16; Assim diz toda a congregação do SENHOR: Que infidelidade é esta, que cometestes contra o Deus de Israel, deixando, hoje, de seguir o SENHOR, edificando-vos um altar, para vós rebelardes contra o SENHOR? O povo se armou e foi tirar satisfação, mas ainda bem que não sacou a espada antes de perguntar.

O diabo gosta de espalhar notícias truncadas entre o povo de Deus. Algo que provoque uma interpretação dúbia, mas deixando a possibilidade de se defender, dizendo: "Não era bem isto que eu falei". A língua transmissora precisa de um ouvido sintonizado.

As dificuldades de comunicação com os compatriotas moradores do outro lado do Rio Jordão eram enormes. Além de contarem com méis precários, o isolamento do restante da nação era suficientemente grande para deturpar a transmissão da mensagem.

Considere também, que nos dois lados, a carga de zelo da sua bateria ainda estava muito alta. Quem gerava e mantinha a unidade nacional era a religiosidade simbolizada pelo tabernáculo. Nele estava centralizado todo o esquema sacerdotal, sacrificial e doutrinario.

O potencial para o impasse era enorme. Zelo e precipitação são atitudes exclusivas entre si, isto é, não podem ser colocadas na mesma frigideira. A reação pode ser incendiária.

Josue 22.25: "Pois o SENHOR pôs o Jordão por limite entre nós e vós, ó filhos de Rúben e filhos de Gade; não tendes parte no SENHOR; e, assim, bem poderiam os vossos filhos apartar os nossos do temor do SENHOR". Felizmente os moradores do lado de lá do Jordão tiveram a oportunidade de se defenderem apresentando as suas razões. Intrigas funcionam como um programa de televisão, que para manter-se no ar, precisa de audiência.

Tarefa: Mude de canal sempre que assistir a um programa que levanta intrigas sobre a outra pessoa. É sempre melhor ouvir, ao vivo e a cores, a outra versão. 

 

Por Ubirajara Crespo

veja também