8ª Quinta Cultural terá uma noite com variedade musical

8ª Quinta Cultural terá uma noite com variedade musical

Atualizado: Terça-feira, 4 Outubro de 2011 as 4:15

A Quinta Cultural em Paraíso terá sua 8ª edição nessa quinta-feira, 06 de outubro, e receberá uma programação especial que simboliza o ecletismo cultural, valorizando a boa música, independente de estilos. O evento, como de costume, será realizado na Praça José Torres, a partir das 19h00.

Os convidados pela Diretoria Municipal de Cultura para essa noite serão o cantor e compositor Wamilton Paulo, o Grupo Apóstolos da Missão e o cantor e também compositor Nando Cruz, que na oportunidade fará o lançamento de seu novo Cd intitulado “Passo Preto ou Blues Aboios”. A programação também contará com exposições de Artes Plásticas, Artesanato e Praça de Alimentação. 

A Quinta Cultural já é um sucesso de público e crítica e atrai a praça pessoas a procura de um lazer saudável e bens culturais. A promoção é da Prefeitura Municipal por meio da Diretoria de Cultura e Diretoria de Turismo.

Atrações:

Wamilton Paulo – Cantor, compositor e instrumentista tocou em importantes bandas de Paraíso na década de 90, como Sociedade Alternativa e Banda Kelps. A mais de 10 anos se dedica a música Gospel, onde já atuou como instrumentista para importantes artistas, como Brother Simion, Ministério Ataláia e Lucas Santana. Como compositor já teve músicas gravadas por Natan e Paulo Sérgio Barros e foi campeão do 1º Fest Gospel de Paraíso em 2009.

Grupo Apóstolos da Missão – Banda Formada há 10 anos por jovens da Comunidade Católica do Setor Jardim Paulista, onde executam suas músicas com inspiração na fé Cristã. A banda é formada por Marcondes (Bateria), Jeyson (Baixo), Wesley (Teclado), Vitor (Guitarra), Jefferson (Violão), Adriano (Percussão) e os vocalistas Paulo Henrique, Lorrane, Dirce e Socorro.

Nando Cruz - Participou de diversas coletâneas, entre elas, o CD de 20 anos do MST, e em vários festivais pelo Brasil, sua música é a síntese do que bebeu em toda essa estrada ponteada em viola e gaita, vem de um primeiro CD caseiro "Besouro Barroco" bem recebido por crítica e público. O artista tem influências que vão de Luis Gonzaga, Patativa do Assaré à Dylan e Beatles. Seu novo trabalho “Passo Preto ou Blues Aboios” marca a nova fase do artista que mora embaixo da ponte entre o Blues e o Aboio mendigando estrelas no céu, de um ser / tão presente e vago como lua.

veja também