Encontro em Teresina propõe uma revisão na interpretação de Deus

Encontro em Teresina propõe uma revisão na interpretação de Deus

Atualizado: Quarta-feira, 29 Setembro de 2010 as 9:39

Quem nunca se assustou ao ver a forma dura e rígida como Deus se relacionava com os personagens bíblicos do passado? Qual de nós nunca refletiu sobre o texto seco e, para muitos, impraticável dos Dez Mandamentos? As exigências e imposições do Velho Testamento fizeram com que os novos cristãos tivessem mais prazer em ler o Novo Testamento, mais acolhedor e compreensivo com a falibilidade humana. Alguns até entendem que no Novo Testamento seguir a Deus é mais simples do que seguir a Deus levando em conta  apenas o Velho Testamento. Um Encontro promovido por evangélicos no final deste mês em Teresina promete rever esse pensamento e mostrar que Novo e Velho Testamento são uma coisa só.

Na tentativa de cativar novos adeptos, muitas filosofias e religiões adotam o Novo Testamento fazendo uma leitura separada do Velho Testamento. Nessa leitura apresentam um Deus compreensivo, paciente e disposto ao perdão. São características próprias dele, porém não completas. Para os organizadores do III Encontro da Fé Reformada, que acontece entre os dias 29 de setembro e 2 de outubro, o Deus duro e que sabe castigar foi erroneamente esquecido pelas novas religiões. A proposta é mostrar que o Cristo que nasce apenas há dois mil anos influência também a construção dos texto bíblicos mais antigos.

Para participar do encontro, que acontece na segunda Igreja Batista de Teresina, já está confirmada a presença do professor seminarista presbiteriano teológico da Carolina do Sul (EUA) Anthony Curto. Ele vai tratar deste e de outros assuntos que devem reunir cristãos de Teresina e de outras cidades.

veja também