Entrevista: Pr. Geremias Couto - coordenador nacional do Projeto "Minha Esperança - Brasil"

Entrevista: Pr. Geremias Couto - coordenador nacional do Projeto "Minha Esperança - Brasil"

Atualizado: Quinta-feira, 4 Setembro de 2008 as 12

Trabalhando para a colheita de um milhão de almas

Por Myrian Rosário

Em contato com o "Minha Esperança" desde 2006, quando viajou para conhecer o Projeto nas Filipinas, o Pr. Geremias Couto revela que ficou surpreso com o convite para coordenar o "Minha Esperança - Brasil" e anima-se ao pensar que está à frente de uma ação evangelística que pode alcançar um número de almas infinitamente maior do que ele mesmo contabiliza em seus 30 anos de ministério.

Guia-me: Como foi o seu primeiro contato com o Projeto Minha Esperança?

Geremias Couto: Inicialmente, alguns pastores foram convidados para conhecer o projeto no México, em novembro de 2006. Posteriormente, em dezembro, outros pastores foram convidados para ir à Filipinas, com o mesmo propósito. Eu fui às Filipinas e, confesso, que não estava muito entusiasmado. Lá, percebi que esse é um projeto completo. Se a igreja colocar o seu coração nele, vai obter resultados fenomenais. Há muito anos a Associação Evangelísitca Billy Graham planejava realizar o projeto no Brasil. Mas eles sempre seguiram a premissa de que Deus tem seu tempo para todas as coisas e aguardaram o tempo de Deus par o Brasil. Eles iniciaram realizando o "Minha Esperança" na América latina em países menores. Em fevereiro de 2007 começaram os conttos formais com as lideranças evangélicas no Brasil. O projeto foi discutido, avaliado e recebeu apoio. Foi nessa época que eu recebi o convite para atuar como coordenador no Brasil com a concordância dos líderes nacionais.

Guia-me: Coordenar esse projeto no Brasil é um desafio?

Geremias Couto: É um desafio gigante. Na época em que fui convidado esse trabalho nem estava nos meus planos. Eu já havia trabalhado como voluntário na Cruzada de Billy Graham em 1974, mas nunca cogitei a possibilidade. de atuar onde estou hoje. Administrar essas frente todas é um trabalho de muita responsabilidade. Mas eu estou fazendo tudo com muito prazer e alegria. Se eu somar as preleções que fiz em três décadas de ministério e todas as almas que se achegaram a Cristo através da minha vida e comparar com o avivamento que estamos prestes a viver, vou ver que esse é um grande trabalho.

Guia-me: Como foi a receptividade ao projeto pela liderança das igrejas brasileiras?

Geremias Couto: Fizemos excelentes contatos e não encontramos nenhuma resistência porque Billy Graham é o nome que mais agrega valores no mundo. Existem poucas pessoas que conseguiriam reunir todas as denominações em um torno de projeto. Só Billy Graham é capaz disso, pela sua importância, honestidade, credibilidade e história.

Guia-me: Quantas pessoas estão mobilizadas hoje, no Brasil, em torno do "Minha Esperança"?

Geremias Couto: Entre coordenadores e capacitadores, temos 1.200 líderes no campo. No escritório central contamos com 30 pessoas e esse número deve passar dos 60, em breve, quando vamos dar início aos serviços de teleatendimento, com contato direto com as igrejas.

Guia-me: Quais são os próximos passos do projeto?

Geremias Couto: A fase de treinamento vai continuar até a véspera da transmissão dos programas de TV . No dia 17 de agosto promovemos o domingo de lançamento dos Mateus e Seus Amigos nas igrejas, quando os pastores apresentaram o Projeto e desafiaram seus membros a se tornarem "Mateus" (pessoas que vão abrir suas casas para receber não cristãos nos três dias da exibição dos programas de TV que compõem o "Minha Esperança"). Os nomes de todas essas pessoas voluntárias está sendo colocado em oração. O passo seguinte é a Mobilização, com a programação de datas para o treinamento dos Mateus, em setembro e outubro. Em novembro, acontecem as transmissões dos programas pela televisão, em rede nacional.

Guia-me: Quais são as suas expectativas em relação aos resultados?

Geremias Couto: Não tenho dúvidas de que será a maior colheira de almas no Brasil. Conquistamos o apoio de mais de 38 mil igrejas só na fase de compartilhamento da visão e deve acontecer uma explosão nesses números diurante a fase de treinamento. Isso nos faz acreditar que poderemos ultrapassar um milhão de decisões por Cristo. Vai ser um marco na história do Brasil, do evangelho e do avivamento. 

veja também