Festa de Inverno Peniel chega à sua décima edição

Festa de Inverno Peniel chega à sua décima edição

Atualizado: Sexta-feira, 9 Julho de 2010 as 8:31

Começou, nesta quinta-feira, dia 8 a X Festa de Inverno Peniel, um dos eventos gospel mais tradicionais de Três Lagoas, reunindo música, dança e a melhor comida típica. A festa tem objetivo de levantar recursos que são empregados no custeio das casas de recuperação feminina e masculina do Desafio Jovem Peniel. Atualmente, a instituição atende a cerca de 80 pessoas.

A festa vai até o dia 11, começando sempre às 19h. Os organizadores aguardam a presença de mais de dez mil pessoas, nos quatro dias de evento.

A programação da festa conta com a participação de diversos grupos de música e dança da igreja Peniel, em diversos estilos, assim como de músicos de outras igrejas de Três Lagoas e cidades da região, como Ilha Solteira, Andradina, Brasilândia, Paranaíba e Campo Grande. Na sexta-feira, o Cowboy de Jesus também é atração. No sábado e domingo também haverá desfiles de moda.

Na praça de alimentação, estão disponíveis cachorro quente, pastelão, churrasco, pizza, doces, caldos, macarrão na chapa (da feira noturna) e batata recheada. Os membros da igreja ainda montam barracas de brincadeiras.

De acordo com o pastor Marcos Rogério Martins Araújo, a festa reúne famílias de toda a sociedade e ainda envolve voluntários da igreja. "Agradecemos a todos que entendem a necessidade de se realizar este evento, destinado ao Desafio Jovem Peniel, que é uma instituição que atende a comunidade três-lagoense e da região, e que nos auxiliam de alguma forma", afirmou.

Usualmente, a igreja escolhe um tema para a festa, baseado nas festividades religiosas da tradição de Israel citadas na Bíblia. Neste ano acontece a Festa do Yon Kippur, ou a Festa do Perdão. "O perdão é o ato mais importante de Deus para a humanidade. É pelo perdão, por meio de Jesus, o filho de Deus, que a humanidade é salva do pecado", explicou. Segundo o pastor, o tema também tem o objetivo de despertar nas pessoas o desejo de perdoar ao próximo, como Deus nos perdoou. "O perdão nos liberta e liberta o outro. Quem não perdoa sofre, vive amargurado e até adoece. O perdão restaura relacionamentos, traz cura, promove a  paz e remove a culpa. Por isso, destacamos este tema na festa", frisou o pastor.

Segundo ele, a comunidade da igreja está bastante feliz com os dez anos de evento. "É uma festa que, há uma década, abençoa nossa cidade e aqueles que precisam do atendimento para a recuperação. Este é mais um motivo de comemoração para todos nós", afirmou.

Por: Glaucia Eubank

veja também