Igreja Batista de Campo Grande - PE comemora 80 anos com festa

Igreja Batista de Campo Grande - PE comemora 80 anos com festa

Atualizado: Quinta-feira, 25 Novembro de 2010 as 9:48

Ir além das quatro paredes da igreja, usando as notas musicais como ferramenta de inclusão social. É com esta missão que a Igreja Batista em Campo Grande (IBCG) completa seus 80 anos de criação nesta quinta-feira, 25, com grande culto religioso, às 19h, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Durante o encontro, com a presença de religiosos das igrejas Presbiteriana, Congregacional, Pentecostal, Episcopal e Batista, será lançada a Orquestra Filarmônica Cristã de Pernambuco, da IBCG. Cerca de 70 crianças carentes dos bairros de Sítio Novo, Salgadinho e Santo Amaro, além da comunidade do Chié, interpretarão músicas eruditas e sacras. Mais de 2 mil pessoas são esperadas na festa.

Orquestra Filarmônica Cristã, formada por cerca de 70 crianças, vai ser lançada hoje durante o evento Foto: Blenda Souto Maior/Esp. DP/D.A Press Além dos números, os alunos da orquestra receberão 44 novos instrumentos. É a sonoridade produzida por um deles, o violino, que já fez a pequena Nathaly da Silva, de 11 anos, se apaixonar pela música. ´Já estou há quase quatro anos tendo aulas. Acho que quando crescer quero ser professora de música`, explicou. Além dela, os irmãos Messias e Moisés da Paz Ferreira, de 9 e 10 anos, da comunidade do Chié, também participam do projeto. ´Quando crescer eu quero ser um cidadão do bem. Esse projeto me ajuda a melhorar. É bom tocar flauta`, detalhou Moisés. O gosto pela música, nele, surgiu através da banda de fanfarras da Escola Dom Helder Camara, onde os dois estudam. ´Eu tocava apito. Só depois comecei a tocar flauta`, disse Messias. Hoje, eles se apresentam regidos pelo maestro Marcelino Montes, idealizador das aulas em música.

No projeto, as aulas de música acontecem sempre três vezes por semana. E mesmo quem não frequenta a igreja pode participar, gratuitamente. Hoje, apenas 30% das mais de 170 crianças que aprendem algum instrumento na Igreja Batista em Campo Grande são evangélicas. ´O programa ultrapassa as paredes da Igreja. Além das notas musicais, nós ensinamos noções de cidadania. É um projeto é de inclusão social mesmo`, ressaltou o bispo Francisco Dias da Silva Filho, há 18 anos na igreja.

Glynner Brandão

veja também