Igreja comemora aniversário de pastor mais antigo da cidade

Igreja comemora aniversário de pastor mais antigo da cidade

Atualizado: Quarta-feira, 24 Março de 2010 as 12

No title A Igreja Assembleia de Deus realiza no próximo sábado, dia 27, a partir das 19h30, um culto em ação de graças para comemorar os 79 anos do pastor José Anunciação dos Santos. Ele faz aniversário nesta quinta-feira. Comparecerão ao evento, pastores de 13 cidades da região, seguidores de  outros municípios e autoridades locais. De acordo com o coopastor, Flavinei Barbosa de Sousa, o pregador do culto será o pastor presidente da Assembleia de Deus de Maringá, Robson José Brito.

Segundo Sousa, o evento já se tornou tradicional para a igreja. "Todo ano é realizado este culto em ação de graças ao pastor Anunciação. Para nós ele é um patriarca", enfatiza. Além da sede, a Assembleia de Deus conta com mais 12 congregações instaladas na cidade. Conforme Sousa, em Campo Mourão, cerca de duas mil pessoas seguem a igreja.

José Anunciação é considerado o pastor mais antigo de Campo Mourão. Ele veio de Venceslau Brás (uma cidade no norte pioneiro do estado) em junho de 1966. Anunciação começou sua missão na vida religiosa em meados de 1954. No município,  preside seu ministério há mais de 40 anos.

História

O Estatuto da Assembleia de Deus em Campo Mourão é datado em 1957, porém a igreja existe desde 1943. No Brasil, a igreja chegou por intermédio dos missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg, que aportaram em Belém, capital do Estado do Pará, em 19 de novembro de 1910, vindos dos Estados Unidos. A princípio, frequentaram a Igreja Batista, denominação a que ambos pertenciam nos Estados Unidos. Eles traziam a doutrina do batismo no Espírito Santo, com a glossolalia - o falar em línguas espirituais (estranhas) - como a evidência inicial da manifestação para os adeptos do movimento.

A Igreja expandiu-se pelo estado do Pará, alcançou o Amazonas, propagou-se para o Nordeste, principalmente entre as camadas mais pobres da população. Chegou ao Sudeste por volta de 1922, através de famílias de retirantes do Pará, que se portavam como instrumentos voluntários para estabelecer a nova denominação aonde quer que chegassem. Nesse ano, a igreja teve início no Rio de Janeiro, no bairro de São Cristóvão, e ganhou impulso com a transferência de Gunnar Vingren, de Belém, em 1924, para a então capital da República. Um fato que marcou a igreja naquele período foi a conversão de Paulo Leivas Macalão, filho de um general, por meio de um folheto evangelístico.

A influência sueca teve forte peso na formação assembleiana brasileira, em razão da nacionalidade de seus fundadores, e graças à igreja pentecostal escandinava, principalmente a Igreja Filadélfia de Estocolmo, que, além de ter assumido nos anos seguintes o sustento de Gunnar Vingren e Daniel Berg, enviou outros missionários para dar suporte aos novos membros em seu papel de fazer crescer a nova Igreja.

veja também