Na capital baiana, missão quer fazer o carnaval do Salvador

Na capital baiana, missão quer fazer o carnaval do Salvador

Atualizado: Quinta-feira, 12 Fevereiro de 2009 as 12

No Carnaval, Salvador (BA) recebe em média 800 mil visitantes vindos de municípios localizados a menos de 150 quilômetros de distância e de diversos estados brasileiros e países do mundo. O evento começa na noite de quarta-feira (circuito Dodô, antigo Barra-Ondina) e só termina no final da manhã de quarta-feira de cinzas. O evento envolve na sua organização a participação direta de 25 mil pessoas, absorvendo dois milhões de pessoas em 25 quilômetros de ruas, avenidas e praças.Em 2009, 232 blocos, entre os quais 67 afros, 63 de trio e alternativos, além de 20 afoxés, três blocos de índio, oito infantis, 31 de sopro ou percussão, 13 travestidos, 22 de samba e três especiais foram inscritos para a maior festa de participação popular do mundo. Para a Jocum (Jovens com uma Missão) Salvador, tudo isso representa um grande desafio de evangelismo.

Para a missão, o período é importante porque a festa intensifica o turismo na capital baiana, o que representa a possibilidade de falar do Senhor para povos de diferentes nações. No site, a Jocum faz ainda uma convocação para o "exército de Cristo": "...chegou à hora, não de condenar as pessoas com práticas contrárias ao evangelho, mas de nos reunirmos como povo de Deus para anunciar e expressar o amor, a graça e a misericórdia daquele que veio para curar, libertar e salvar o cativo. A expressão desse amor está em levar a paz, onde não há paz e a verdade em amor, onde houver toda obra de engano manifesta na falsa alegria de quem ainda não conhece a Cristo".

Empresas e pessoas físicas podem participar também como ofertantes, contribuindo com alimentos, refeições, água, produtos de higiene, material evangelístico e transporte urbano.

O valor da inscrição é de R$ 60,00 por pessoa, já incluso a camiseta e hospedagem.

Para informações e inscrições, acesse: http://www.jocumsalvador.com/  

veja também