Negros evangélicos lançam editora na luta contra o racismo

Negros evangélicos lançam editora na luta contra o racismo

Atualizado: Sexta-feira, 4 Dezembro de 2009 as 12

Analisar a história do movimento negro evangélico, a partir de uma série de livros em formatos práticos e de baixo custo, é o objetivo do Selo Editorial da Negritude Cristã, que será lançado nesta sexta-feira, dia 4, em SP. "Criar, para as atuais e futuras gerações, uma referência literária da negritude cristã, que contribua para preservar suas riquezas fortalecendo sua identidade" está entre as pretenções do projeto que tem autores como Marco Davi de Oliveira, Vera Maria Roberto, Rolf de Souza e Diná da Silva - todos ativistas no combate ao racismo nas denominações evangélicas.

Presidida por Hernani Francisco da Silva, o criador do Afrokut - rede de relacionamentos da internet que visa difundir artigos e matérias relacioadas à etnia negra - , a editora trará como primeiro título "O Movimento Negro Evangélico - Um Mover do Espírito Santo", do próprio Hernani. A obra aborda a luta dos negros e negras no cenário protestante, a qual, segundo o autor, se inicia em 1841 quando Agostinho Jose Pereira, um letrado negro alfaiate, começa a pregar nas ruas de Recife a liberdade aos afrodescendentes segundo termos bíblicos, originando assim a primeira Igreja Protestante Brasileira, uma Igreja Negra.

O Selo Editorial Negritude Cristã nasceu como uma proposta da Rede de Organizações Negras Evangélicas (RONE), composta por Cenacora, ANNEB, Missões Quilombo, Afrokut e Pastoral de Negritude do CLAI. Os recursos arrecadados serão revertidos no apoio às novas publicações e ações voltadas para o fortalecimento das organizações e movimentos negros evangélicos. Além de ser um instrumento de conscientização da Igreja evangélica brasileira quanto à questão racial.

Serviço:

Lançamento do Selo Editorial Negritude Cristã e do livro O Movimento Negro Evangélico - Um Mover do Espírito Santo

Dia: 4 de dezembro

Local: Espaço da Cidadania André Franco Montoro, no edifício da Secretaria de Justiça do Estado de SP

End.: Pátio do colégio, 184, centro.

Horário: Das 18h às 20h.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também