Sociedade Auxiliadora Feminina Presbiteriana se reúne em Campo Grande

Sociedade Auxiliadora Feminina Presbiteriana se reúne em Campo Grande

Atualizado: Quarta-feira, 20 Abril de 2011 as 11:19

A Confederação Nacional de SAF, Sociedade Auxiliadora Feminina, estará realizando de 21 a 24 de abril, a II Reunião da Comissão Executiva, em Campo Grande - MS. O evento reúne 73 presidentes das Sinodais e ocorre uma vez ao ano, para deliberar assuntos pertinentes ao trabalho feminino nas IPB’s e lançar novos projetos.

. Durante o evento, haverá a participação de representantes da Junta de Missões Nacionais (JMN), Agência Presbiteriana de Missões Transculturais (APMT), e da Casa Editora Presbiteriana (CEP). Além disso, haverá uma palestra com Rev. Pinho Borges, secretário geral da IPB para a Terceira Idade.

No dia 24 o grupo fará uma visita à Missão Caiuá, e será recebido pelo Rev. Benjamim, sra. Margarida e os demais missionários. Na ocasião, será entregue material confeccionado pelas sócias das SAF’s em oficinas, como roupas para as crianças, lençóis, toalhas e fraldas.

A Missão Caiuá, com sede em Dourados, é hoje dirigida pelo Rev. Beijamim Bernades e sua esposa Margarida, e atua nas aldeias da região (Caarapó, Amambai, Taqwapiry, Sassoró, Porto Lindo e Gwassuty, Jacaré, Limão Verde, Campestre, Kokwey, Panambi) e também junto aos índios Xavantes, no município de Nova Xavantina (MT). Cada uma delas possui uma igreja.

Desde o ano de 2001, a missão mantém convênio com a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) para dar atendimento à população indígena de todo o Mato Grosso do Sul, combatendo a tuberculose, já controlada entre os Kaiwás, e a desnutrição infantil. O grande alvo da missão é buscar novos campos e alcançar as demais tribos indígenas brasileiras que nunca ouviram falar do evangelho. Para tanto, conta com o trabalho de 84 missionários colaboradores (38 indígenas e 46 não indígenas). Recentemente foi organizada a Igreja Indígena, com pastores e liderança própria.

Algumas lembrançinhas foram adquiridas por meio de ofertas das sócias, e serão distribuídas para os missionários.Também serão distribuídos lembranças para os alunos do Instituto Bíblico e, utensílios de cozinhas para o hospital do Instituto e do Centrinho.

O Centrinho é o lugar onde ficam crianças indígenas doentes e rejeitadas pelos pais. No Instituto Bíblico dos Índios, é o local onde os índios se preparam para o trabalho missionário em suas aldeias. O  hospital só atende aos índios, missionários e famílias residentes na Missão, que estejam necessitados de ajuda. As doações serão de grande ajuda para que o trabalho continue em pleno desenvolvimento.

Ainda como oferta, a Casa Editora Presbiteriana enviou livros, revistas de Escola Dominical, Bíblias e hinários para a escola dos pequenos índios.

De acordo com Ana Maria Prado, presidente da SAF Nacional, a expectativa do grupo é de levar apoio e amor fraterno, enquanto recebem da parte de Deus novas experiências.  

veja também