Sucesso marca realização do Mundial de Meia Maratona IAAF/CAIXA e da Meia Maratona do Rio

Sucesso marca realização do Mundial de Meia Maratona IAAF/CAIXA e da Meia Maratona do Rio

Atualizado: Terça-feira, 14 Outubro de 2008 as 12

A 12ª Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro foi disputada neste domingo ao mesmo tempo do Mundial de Meia Maratona IAAF/CAIXA. Ambos tiveram o mesmo percurso, com largada em São Conrado e chegada 21.097 metros depois no Aterro do Flamengo, mas tiveram classificações diferentes. As duas competições reuniram mais de 15 mil corredores de 40 países.

Pelo regulamento da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF), os atletas estrangeiros inscritos no Mundial de Meia Maratona não puderam ter seus resultados contabilizados para a Meia do Rio, ao contrário dos integrantes da seleção brasileira, liberados para concorrer à premiação da Meia Maratona.

Por isso, o brasiliense Marilson Gomes do Santos, que ficou em oitavo lugar no Mundial, e a mineira Maria Zeferina Baldaia, 17ª. colocada na mesma competição, defendendo a seleção brasileira, foram os vencedores da Meia Maratona Internacional do Rio. Os dois tiveram os tempos “líquidos” levados em conta e não o real.

No Mundial de Meia Maratona os vencedores foram Zersenay Tadese, da Eritréia, no masculino, e a queniana naturalizada holandesa Lornah Kiplagat, no feminino. Os dois comemoraram, na verdade, o tricampeonato da prova. Por equipes, o Quênia foi o campeão masculino, enquanto no feminino o título ficou com a Etiópia.

Na entrevista coletiva oficial do evento, o presidente da IAAF, o senegalês Lamine Diack, disse que o fato de o Mundial IAAF/CAIXA ter sido realizado no Brasil, junto com uma tradicional prova popular, fez com que a competição ganhasse em importância e fizesse com que todas as federações da área fossem representadas, aumentando assim o número de países participantes. "Em 2007, em Udine (Itália), tivemos a presença de atletas de 34 nações. No Rio, tivemos 40 países participantes".

veja também