Tim Elmore implantará treinamentos do "Growing Leaders" no Brasil

Tim Elmore implantará treinamentos do "Growing Leaders" no Brasil

Atualizado: Terça-feira, 5 Agosto de 2008 as 12

Em visita a São Paulo, líder norte-americano apresentou o projeto que pretende equipar 1% dos jovens brasileiros para a liderança.

Por Myrian Rosário

O pastor norte-americano, Dr. Tim Elmore, fundador do Growing Leaders, um ministério de treinamento e formação de jovens líderes, esteve recentemente no Brasil. Em palestra no Seminário Servo de Cristo, em São Paulo, no último dia 1º de agosto, Elmore revelou que implantará treinamentos do Growing Leardes (líderes em crescimento, em Inglês), em breve, em nosso país.

O ministério tem como meta desenvolver "O Fator 1%" ("Onefluence "), que consiste em equipar e mobilizar 1% da população mundial com idade até 25 anos, para pensar e agir como autênticos líderes, que entregam suas vidas, encontrando seu propósito e usando seus dons para servir o mundo ao seu redor. "Pesquisas realizadas por sociólogos revelaram que as pessoas mais introvertidas influenciam 10 mil outras pessoas durante a vida", observou Elmore, que durante 25 anos fez parte da equipe do Dr. John Maxwell. "Fomos criados à imagem e semelhança de Deus e parte de ser semelhante a Deus significa que temos a capacidade de guerrear, de liderar. Queremos treinar um por cento da população jovem para transformar todo o mundo".

Tendo como base os quatro livros da série "Habitudes", de autoria de Tim Elmore, o Growing Leaders realiza treimentos baseados em imagens que formam hábitos e atitudes. "Essa é uma geração diferene da anterior. Para se comunicar com os jovens de hoje, é preciso usar uma riqueza de imagens. A imagem é a linguagem do século 21, não as palavras", disse Elmore.

Segundo ele, existe um líder dentro de cada jovem, gritando para sair. "Nós não vamos treiná-los para ser presidentes de empresa", esclareceu. "Essa liderança não tem a ver com posição. É sobre como influenciar os outros. Liderança tem mais a ver com disposição".

Para tornar estudantes comuns em líderes, Tim Elmore diz que é preciso encontrar as situações onde as paixões, o que o jovem gosta de fazer, se encontrem com os pontos fortes, com as habilidades naturais dele. "Nessa circunstância, a liderança emerge".

Tim Elmore usa os exemplos de Joana D'Arc, John Wesley, Gandhi, Martin Luther King Jr. e até de Hitler para mostrar como alguns líderes conseguiram transformações profundas na sociedade tendo apenas 1% da população ao seu lado. "Um por cento pode parecer pequeno. Mas Deus pode fazer algo com um número tão pequeno", declarou, lembrando a história bíblica de Gideão, que recrutou 30 mil homens e ganhou a batalha com apenas 300, ou seja, 1% do número inicial. "Não se trata de um número mágico, mas é um exemplo do que podemos usar para mudar o mundo", explicou. "Como o mundo se pareceria se um por cento da população que tem menos de 25 anos começasse a agir como líderes autênticos? Nos próximos 18 anos planejamos equipar 30 milhões de jovens a entrar em um movimento de liderança, dando recursos e equipando cada um deles para pensar e agir como líderes autênticos".

Grupos Experimentais

Segundo o Pr. Massao Suguihara, líder do Ministério Adoração e Adoradores, os livros da série Habitudes serão traduzidos rapidamente para o Português para que, em setembro, sejam iniciados os primeiros grupos-piloto. "Nossa intenção é promover treinamentos de um dia e meio para os líderes desses grupos e um grande evento, com artes, música, teatro e palestras com executivos de grandes empresas, para impactar e desafiar os jovens".

Assim como acontece nos Estados Unidos, no Brasil, o projeto também terá dois focos: os jovens membros de igrejas e os universitários.

Foto: Oséias Brandão

veja também