Voluntários gaúchos cadastram doadores em potencial de medula no Impacto Esperança

Voluntários gaúchos cadastram doadores em potencial de medula no Impacto Esperança

Atualizado: Quarta-feira, 12 Maio de 2010 as 10:17

Solidariedade fará parte do Impacto Esperança no Rio Grande do Sul. Porto Alegre receberá no dia 15 de maio o projeto "Galera da Medula", uma iniciativa que está potencializando o banco de cadastros de doadores em potencial de medula óssea no Brasil.

A campanha na capital vai acontecer no Anfiteatro Pôr do Sol, a partir das 14 horas e será realizada por cerca de 200 voluntários. A ação solidária vem sendo implantada pela Igreja Adventista em toda a América do Sul. Como resultado da atuação do grupo no Estado, oito mil cadastrados foram incorporados ao Redome (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea) em um período de apenas oito meses. O Hospital de Clínicas de Porto Alegre é parceiro do projeto na região.

"Embora a probabilidade de encontrar um doador compatível seja pequena - um caso em cada cem mil, aproximadamente-, quatro pessoas entre os cadastrados já apresentaram compatibilidade para efetuar a doação", ressalta o diretor da iniciativa no Rio Grande do Sul, Elton Bravo.  

Atualmente o Brasil dispõe de um milhão de cadastrados como possíveis doadores, menos de um por cento da população. "Nosso intuito não é promover ações isoladas. Queremos criar uma cultura de doação de medula, de sangue, para que possa chegar o dia em que campanhas não sejam mais necessárias", afirma o idealizador do projeto, Moisés Silva.

A ação solidária acontecerá paralelamente ao programa Impacto Esperança, que deve reunir milhares de pessoas no Anfiteatro Pôr do Sol. Na ocasião, a Igreja Adventista, coordenadora da campanha, promoverá uma exposição dos serviços que tem prestado à sociedade.

Fonte IASD

Postado por Débora Padoin Malva

veja também