O divórcio e o casamento descartável

O divórcio e o casamento descartável

Atualizado: Terça-feira, 6 Agosto de 2013 as 8

divórcioSou de uma época em que falar de divórcio era algo que movimentava toda a rua do bairro. As pessoas ficavam impressionadas, os comentários eram mais ou menos assim: “Viu quem acabou divorciando?” “Você não acredita, fulano de tal divorciou.”
 
O divórcio era algo ruim, as pessoas não acreditavam em saber que uma família tinha passado por isso.
 
Hoje, em pleno século XXI falar em divórcio é tão natural que não impressiona mais ninguém.
 
Infelizmente a taxa de divórcio tem aumentado, veja os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2011 quanto ao aumento: “O IBGE divulgou as estatísticas do registro civil de 2011. A pesquisa mostra um recorde no número de divórcios no Brasil.
 
Em um ano, os divórcios aumentaram 45,6%. Os dados divulgados  pelo IBGE mostram que em 2011, mais de 351 mil casamentos chegaram ao fim, o maior número já registrado na história do país.”
 
Os números não mentem, esta é a realidade no nosso país, o casamento tem sido descartado.
 
Participando de uma palestra sobre Conflitos no Casamento, ouvi uma ilustração muito interessante. Perguntaram para um casal que estava junto há 65 anos, qual o segredo? A resposta da mulher foi essa: “Nós somos de uma época em que quando as coisas quebravam, nós consertávamos.”
 
Hoje tudo é descartado, troca-se tudo, e por incrível que pareça, até o casamento entrou nesta onda.
 
O ideal de Deus para o casal é até que a morte os separe, o casamento é uma instituição Divina e não foi criado para acabar em divórcio.
 
"O que Deus uniu, o homem não separe!” (Marcos 10.9) 
 
Nosso desejo e oração é que os casais permaneçam juntos até o fim da vida.
 
Casais precisam conversar mais, o diálogo é muito importante, sem ele não há casamento que resista.
 
Confie em Deus, só Ele é a base para o sucesso no casamento.
 
 
Cleverson Pereira do Valle
Pastor da 1ª Ig.Batista em Artur Nogueira
Bacharel em Teologia pela FTBSP e EST
www.facebook.com/pastorcleversonn
www.twitter.com/pastovalle
 

veja também