MENU

Mais sobre a obediência

Mais sobre a obediência

Atualizado: Quarta-feira, 15 Setembro de 2010 as 10:52

Nosso lar está debaixo de uma unção de obediência ou de rebelião. É preciso discernir pois as mesmas picuinhas que são facilmente resolvidas quando nosso teto é de obediência são pesadamente arrastadas quando debaixo de um clima de rebelião. Fique atento.

Nas últimas semanas aprendemos alguns princípios de Deus que são muito especiais, que alguns personagens da história bíblica aplicaram a si e suas familias e outros não. As conseqüências são iminentes. Quero compartilhar com você pois se aplica a sua casa e a minha também.

1. Desenvolvemos sem perceber em nosso coração uma “cortina de desconfiança” que se manifesta contra Deus e todos os membros da família sofrem conseqüência, aprendemos que “o que eu acho certo ou errado não tem importância no Reino de Deus; importa obedecer”. Família é reino de Deus. O que penso que é certo ou errado como marido ou esposa, deveria importar menos enquanto pergunto: o que Deus pensa disto?

2. A “cortina da Auto-confiança” é outra que construímos. O inimigo da família – satanás - montou uma destas a janela do coração de Saul. Nós a vencemos em nosso coração lembrando o principio que a obediência é melhor que o sacrifício. “Manda quem pode e obedece quem tem juízo”. Saul não teve e sua casa pereceu.

3. Aprendemos que “Obedecer não dói”, e é chave para saúde e sucesso na família. Na vida de Naamã, aquele general Sírio que quase voltou para casa leproso, visualizamos a “cortina do orgulho” que tem que vir ao chão. Por detrás destas cortinas, na escuridão que elas proporcionam em nosso coração, brota a semente da desobediência, semeada na nossa herança genética.

4. O sofrimento nem sempre, mas muitas vezes é conseqüência da desobediência. Na vida de Jonas, o profeta fujão, nos aprendemos que tem também a “cortina da dureza de coração” e temos que “clamar de verdade, servir com alegria, votar e pagar, admitindo que todo poder está na mão dEle” para destruir esta armadilha que nós mesmo armamos. Tanta gente sofre junto com nossa desobediência!

5. Uma coisa a acreditar e desenvolver é o “DNA de Deus”. Fé, temor e amor; são base deste DNA que é sustentado principalmente pelo amor. Fé não gera obediência, temor também não, mas quando tem amor, a família entra debaixo de um viveiro de graça e tudo vale a pena. “Cada um de nós deve agradar ao seu próximo para o bem deles, a fim de edificá-lo” (Rm. 15.2). Isto sem ser uma pessoa insegura nem bajuladora. É o amor gerando cuidado e aumentando nossa fé e temor. E não basta ser ouvinte mas também praticante da palavra.

Obediência e rebelião são sementes cultivadas. Já tem subsídios para saber debaixo de que tipo de viveiro voce está plantando suas sementes?

com carinho,

Pr. Cleydemir

Cleydemir Santos   é pastor, psicólogo, escritor e teólogo em Minas Gerais. Trabalha com uma abordagem sistêmica, psicodramática, no atendimento de adultos e crianças.

veja também