MENU

Engodo? Ou fato?

Engodo? Ou fato?

Atualizado: Quarta-feira, 26 Janeiro de 2011 as 1:28

  “E Deus, pelas mãos de Paulo, fez milagres extraordinários. De sorte que até lenços e aventais eram levados do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades deixavam e os espíritos malignos saíam” Atos 19:11-12
Fico imaginando estas cenas! Com apenas um lenço em mãos, enfermidades dão lugar à saúde. Trevas se convertem em luz. Demônios recuam, doenças desaparecem! Que poder, que unção, que autoridade!
Partindo desde pressuposto, poderíamos concluir que há objetos de poder!
Nesta base são ancorados muitos dos preceitos que formulam doutrinas contemporâneas de cura e libertação.
São abarcadas dezenas de práticas, oriundas de sincretismo, cujas liturgias prometem um atalho para a resolução de diversos problemas.
Não é necessário mudar de atitude, pedir perdão, mudar a rota, de quebrantamento.
Nada disso!
Apenas, possuir um destes objetos “mágicos” comprados a peso de ouro nas prateleiras de tantas igrejas espalhadas pelo Globo!
Engodo? Ou fato?
Ao traçar este paralelo, há espaço para nutrir a convicção de que a água benta, ungida, consagrada, também possui certo poder.
Mais uma vez, damos lugar aos rituais complexos; copo de água em cima do televisor, oração de poder, pagamento do carnê da benção financeira... e o “milagre” acontece!
Em breve, com o avanço da tecnologia, e as TV´s de tela plana, fina. Irão vender o porta copos da água consagrada!
Um surto coletivo encabeçado por um grupo que se julga onipotente, aquecendo ainda mais a fogueira da vaidade...Títulos, honras, ao homem!
Paipóstolo, Patriarca, Apóstolo, Querubim!
Creio no chamado apostólico, mas vejo descortinar uma verdadeira “febre” pelo poder, banalizando a verdadeira Autoridade Espiritual.
Há, sim os de fato, e os falsos profetas, claro!
Fico perplexo com os títulos que inventam, apenas para parecer mais “ungido” mais “sábio” mais próximo de Deus. Conhecemos a árvore pelos frutos...
Quando olho, buscando frutos...vejo tão poucos que realmente honram o chamado e amam o Reino...
Sim, são poucos!
Porém, é deste remanescente fiel que surgirá uma Noiva Restaurada!
E este número se multiplicará! Creio, sem utopia, que provaremos uma pandemia de amor, de unidade! Como já escrevi antes; a perseguição irá promover isso!
Até quando os mercadores da fé, pensam que vão enganar o povo de Deus?
O povo esta sedento pela verdade que liberta! Quer ouvir o que o Pai tem a lhes dizer e não ouvir aquilo que afaga seus egos!
São tantas as peripécias estapafúrdias que são criadas a cada dia, a fim de fazer parecer que Deus esta se manifestando...
Como se o mover de Deus fosse sempre pautado em trovões, tremores, gritos, euforia, histeria, saltos, línguas estranhas, fogo estranho...
Nos esquecemos que Ele pode falar com voz macia e suave...E no meio de tanto barulho será impossível de Ouvi-Lo!
“Profecias” que nunca se cumprem são ditas aleatoriamente, sem o menor pudor.
Onde está o Presidente da República evangélico que seria empossado em 2006? O que aconteceu com a bancada evangélica que seria força de resistência espiritual no Congresso?
E Jesus? Que deveria já ter voltado em 2007, em um Sábado?
E o Brasil restaurado? E São Paulo de Jesus?
E os políticos ímpios que subiram em nossos Altares prometendo o céu na terra, com a anuência de líderes corruptos? O que eles fizeram pelo Reino de Deus?
E as orações pedindo para que determinado satanista morresse, ou tivesse seu corpo coberto por chagas?
Em que resultaram os atos proféticos no centro geodésico do Brasil? (Palmas -TO).
Qual o resultado prático de tantas cartas, depoimentos, direções, apontando caminhos de “deus”... nestas últimas eleições?
O desdobramento disso só se deu a quem proferiu estas palavras. Ganharam seus 15 minutos de fama! Ostentaram a “sua autoridade espiritual”, sua “sabedoria”, seus “dons proféticos”!
“Mas o profeta que presumir de falar em meu nome alguma palavra que eu não lhe tenha mandado falar, ou que falar em nome de outros deuses, tal profeta será morto.” Dt 18:20
Agora, a pauta é especular a data, com precisão, da volta de Jesus! De novo!
2017!
Ou seja; posso me prostituir, roubar, mentir, não viver o que prego, até dezembro de 2016. Aí... em janeiro de 2017, eu me “converto”!
Peço perdão...e vou para a Glória com Cristo!
Por esta razão Jesus não revelou a data! Apenas nos deixa a instrução para estarmos prontos quando chegar a hora. Orar e vigiar! Buscar santificação!
Ora, isso não remete prestígio entre os homens!
Mas, dá muita honra lá nos céus! E isso é o que vale!
Parousia – Presença, chegada – do grego.
Termo utilizado para indicar o acontecimento também chamado de Segunda vinda de Cristo.
É uma série de acontecimentos começando com o Armagedom e se estendendo até a destruição final da terra – (II Pedro 3:4-12)
Mas, Jesus mesmo deixa claro, que esta volta será de forma inesperada, súbita!
“Pois assim como o relâmpago sai do oriente se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do filho do homem” Mateus 24:27
Como prever onde um raio vai cair? Ou quando?
“Porém, a respeito daquele dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente o Pai” Mateus 24:36
Tal revelação é repetida em Marcos 13:32.
Só o Pai sabe...nem os anjos sabem! Mas sempre haverá alguém que “sabe”!
Buscam somente os holofotes! O prestígio temporal! Mera especulação!
Outros apontam o fim dos tempos estribados no Calendário Maia – 21.12.2012!
Um evento que ocorre a cada 26.000 anos: o alinhamento do Sol com centro da Galáxia, em uma fenda escura. Um suposto “Buraco Negro”, cuja existência já estava prevista por Einstein, em cálculos matemáticos complexos.
Tal evento, irá gerar fortes correntes eletromagnéticas, alterando o eixo de nosso planeta, movimento chamado de precessão.
Os fatos somados, resultarão em alterações climáticas hediondas, movendo as placas tectônicas, desencadeando terremotos, inundações, como nunca houve!
Já temos presenciado parte disso. O nosso clima esta bastante abalado.
A Natureza revida! Geme! Dá sinais...o princípio das dores (Mt 24:8)!
Não são produtos de “atos proféticos”, nem de “ataques demoníacos”, apenas os sinais que Jesus já disse que ocorreriam e que estão se cumprindo no Tempo estabelecido por Deus!
Apontam que a volta está próxima. Nisso eu creio.
No entanto, não podemos determinar datas. Só Deus o sabe!
A Igreja primitiva também inferia que eles eram a geração que iriam ver a Volta de Cristo!
Portanto, vamos retomar o prumo que realmente interessa!
Existem, então, objetos com poder de cura? Se os adoradores do mal usam objetos para seus ritos, “encantam” outros, consagram outros...
Existem objetos que podem ser usados por Deus?
O livro de Atos nos dá esteio para acreditar que sim!
Importante ponderar que quem opera é o Espírito Santo, o objeto em questão é apenas um meio para atingir um determinado fim.
Não é um fim em si mesmo! Deus honrou a Paulo, porque Paulo era Paulo!
Homem que buscava a santificação, a viver o que pregava, que suportou as perseguições, as lutas. Aprendeu a em tudo dar graças. Aprendeu a estar abatido, mas não derrotado! Aprendeu que nada poderia separa-lo do amor de Deus! Aprendeu que tudo poderia ser feito por meio de Cristo! Aprendeu o poder do amor!
Paulo não buscava recompensa divina, nem poder, nem glória humana!
Por isso ele pode dizer que combateu o bom combate!
“Se as pessoas são boas só por temerem o castigo e almejarem uma recompensa, então somos um grupo muito desprezível.” Albert Einstein.
O combustível de Paulo era o amor. Quem ama dá o melhor! Dá até mesmo a própria vida!
Paulo não estava vendendo o lenço ungido! Não comercializava o avental “consagrado”, pois seu coração buscava tão simplesmente dar o melhor a Deus e ao Reino.
Não prometia benção financeira, prosperidade, cura imediata, milagre instantâneo. Apenas queria ser canal de benção!
Onde esta nosso coração, ali está também nosso tesouro! O coração de Paulo não queria o pagamento do boleto. As ofertas que recebia, eram voluntárias, sem valores pré-estipulados. Isentas de promessas de milagres, ou de receber algum tipo de unção especial.
Feitas em amor, pelo amor do Reino! De acordo com a prosperidade de cada um (I Cor.16:2). Não era uma valor tabelado!
Notem que ele mesmo ressalta: “...para que não se façam as coletas quando eu chegar.” Porque isso? Paulo era pessoa influente em seu tempo. A sua presença poderia induzir a ações motivadas pela alma, e não pelo Espírito Santo.
Não eram motivadas por discursos inflamados que fazem do dinheiro a única forma de sacrifício. Muito diferente do modelo atual, que enfatiza mais a “taxa de proteção” do que o amor ao Reino!
Em suma: há sim objetos com poderes, que são canais do Poder de Deus, instrumentos nas mãos do Espírito Santo, movidos por vidas consagradas genuinamente. Onde esta seu coração ali está seu tesouro!
Há um relato interessante que li há algumas semanas.
Uma Universidade Americana decidiu executar um experimento: alunos de psicologia selecionaram 100 sacerdotes religiosos de denominações diferentes.
Em uma entrevista preliminar constataram que apenas 40 eram de fato pessoas com coração puro e reto, acreditavam no seu chamado Ministerial e procuravam viver o que pregavam.
Os demais foram catalogados como meros profissionais da fé ou pessoas fracassadas em outros segmentos de trabalho, e acabaram por optar explorar a fé do povo para tirar proveito financeiro próprio.
Foi pedido, então, que todos orassem, rezassem, por um balde de água. Cada um estaria consagrando aquela água, abençoando-a, segundo suas crenças.
Esta água foi utilizada para regar 100 vasos contendo o mesmo tipo de planta, durante 30 dias.
O que surpreendeu no experimento foi que as plantas regadas com água consagrada, por verdadeiros homens e mulheres de Deus, tiveram um resultado extraordinário: as plantas cresceram mais, suas folhas tinham mais brilho e beleza, mais viço! As outras tiveram crescimento dentro dos parâmetros de normalidade.
A ciência, neste caso, acabou por provar que de alguma forma, a água consagrada por alguém com verdadeira autoridade espiritual, acaba por reter algo diferente...Uma “energia positiva”!
A Palavra menciona a água como objeto de purificação!

    Números 19:9 Números 19:13 Números 19: 20 Era de suma importância ser purificado para entrar no Santuário! Para entrar na presença de Deus!
    Jesus é a água viva! (João 4:10).
    É a água que quem a bebe nunca mais terá sede! (João 4:14).
    Até aqui podemos concluir que há objetos de poder. Até mesmo a água pode ser utilizada como meio para o Espírito Santo agir...
    Mas...há algo ainda maior!
    Se é que podemos estabelecer patamares de poder. Tudo o que Deus usar, será sempre eficaz. Vamos apenas explorar uma outra possibilidade, com esteio na Palavra.
    Um dos símbolos do Espírito Santo é o óleo de unção.
    Ungir significa; santificar, separar, consagrar.
    Não se trata que qualquer tipo de óleo. A Bíblia destaca o azeite!
    Azeite sempre foi utilizado de múltiplas formas: como alimento, misturado a farinha de trigo para fazer o pão, ou para fabricação de bolos. Sua abundância é um símbolo de prosperidade (Joel 2:19).
    Jesus é o pão da vida!
    Como cosmético para ungir a pele do corpo, cabelo. (II Samuel 12:20)
    Para ungir os mortos, como medicamento, como sinal de hospitalidade (Lucas 7:46).
    Para iluminar. O azeite era o combustível da lâmpada da época.
    Jesus é a luz do mundo!
    Para ungir, profetas, reis, sacerdotes. (I Samuel 10:1 – Levítico 8:30 – Isaías 61:1)
    O tabernáculo e seus utensílios – Êxodo 30:22-25
    E conclui: “...Este será o óleo sagrado da unção.”
    Mais adiante completa: “Assim consagrarás estas coisas para que sejam santíssimas e tudo o que tocar nelas será santo.”
    Tal óleo especial cuja receita foi dada pelo próprio Deus, o Todo Poderoso! Usado para ungir, separar, santificar, o tabernáculo, os sacerdotes...
    Em uma escala de poder, fica claro que este óleo detém algo diferente ou mais abrangente. Diante deste contexto.
    Este óleo é o que Deus tem nos dirigido a utilizar em algumas Ministrações. Em processos de libertação, de cura, de consagração dos escolhidos de Deus, etc.
    Muitos tentam fazer esta composição.
    Porém, não é mera “receita de bolo”. Tem que ser feito de acordo com a arte do perfumista, com matéria prima selecionada, e quem manipula estas tem que estar em consagração, e preparar com todo o zelo e temor no Senhor.
    Eu, particularmente,  adquiro este produto de um homem de Deus, (e amigo pessoal – Sérgio Sampaio – cujo site divulgamos em nosso link “indicamos”) que o faz com toda seriedade amor que o Reino merece. O resultado disso é uma unção especial, um perfume singular...o perfume de Deus!
    Usado na direção do Espírito Santo, por um verdadeiro Servo do Senhor, vemos um mover incontestável da Mão de Deus! Curando, libertando, ungindo, consagrando, transformando!
    Um detalhe que não posso deixar passar: os escudos dos guerreiros eram ungido com óleo! (II Samuel 1:21 e Isaías 21:5).
    Como forma de proteção, de remeter autoridade, dentre outras coisas.
    Paulo cita o escudo da fé como peça importante no vestuário do Soldado de Cristo! O escudo citado por Paulo, dentro do contexto histórico faz referência a um grande escudo utilizado pelos Romanos, conhecido também como “Thuréos” (“escudo grande” – do grego – Efésios 6:16)
    Feito de madeira, com revestimento em couro, era eficaz em aplacar as temidas flechas de fogo (com piche nas pontas)! Lançadas pelos arqueiros!
    Tal escudo nos protege dos dardos inflamados do inimigo!
    Portanto, o escudo da fé é imprescindível ao Guerreiro da Luz!
    E... se este “escudo” for ungido! Em tese, teríamos em exército mais resistente.
    Diante desta direção, dada por Deus, este ano vamos utilizar mais o óleo de unção em Ministrações que o Pai vai dirigir. Sentimos uma forte presença de Deus quando oramos pelos Seminários que temos agendado para este ano. Sabemos que nosso tempo nestas terras estão se findando...
    Talvez, mais dois anos...
    Queremos ser canal de benção, instrumentos usados pelas Mãos do Pai a fim de fortalecer a Igreja, libertar os cativos, consolar os que choram, ampliar o exército de Deus, uni-lo, derramar sobre os vasos de honra o óleo da justiça, de alegria, de autoridade, de vitória! Ungir os escudos dos valentes! A cabeça dos carvalhos de Justiça, dos semeadores do reino! Tocar a trombeta de alerta, despertar os que dormem! Ser Voz que Clama neste Deserto, preparando a Noiva para a volta de Jesus!
    Queremos levar a Luz de Cristo onde há trevas. Levar a verdade que liberta das amarras da mentira, do engano. Restaurar a Igreja! Resgatar valores perdidos, voltar aos preceitos da Igreja primitiva, onde todos eram um com Cristo!
    Temos pago alto preço por isso...
    E sabemos que este ano as lutas serão ainda maiores.
    Mas, com elas a vitória também será maior!
    Peço que o Pai levante um exército de intercessores a nosso favor. Que o Pai renove nossas forças, nos capacite a cada dia a fazer a Sua vontade. Se não fosse a Mão de Deus sobre nossas vidas, nossas forças já teriam sucumbido.
    Falar o que o povo quer ouvir é fácil! Pura Neurolingüística!
    Há pouco tempo ouvi um discurso que me deixou perplexo! Uma pessoa me disse que fora ensinada de que as promessas de Deus sempre vão se cumprir, independente do que ocorra. Isso é fato a nível macro. O Apocalipse, por exemplo.
    Não vamos mudar, nem retardar este tempo. Mas a nível individual isso é mais complexo. Ficar em uma zona de conforto acreditando que independente do se faça as promessas vão te alcançar é ilusão!
    As promessas de benção existem! Mas temos que conquista-las! Não é isso que a Palavra nos ensina? Dt 30:15-20, nos ensina que benção e maldição, vida e morte estão diante de nós! A geração de Moisés pereceu no deserto, embora tivessem a promessa de novas terras! Josué aprendeu a conquistar a verdadeira autoridade e levou toda sua geração a receber a promessa.
    Se você estiver em uma vida de pecado, de mentira...não herdará promessas!
    Se você sabe, por exemplo, que sua liderança, sua cobertura espiritual esta no pecado, e permanece atrelado a ela. Não herdará promessas, pois esta sendo conivente com o pecado.
    Luz e trevas não se misturam!
    O povo perece porque lhe falta o conhecimento. Se recebe alimento de uma fonte contaminada, será contaminado! Vai perecer! Não herdará promessas!
    Correrão atrás do vento...
    Não é fácil pregar a verdade que liberta! Não é fácil suportar os cravos, as perseguições, as privações, as necessidades... Se não fosse as orações dos justos...o pão de cada dia que cai sobre nossa mesa, como o Maná dos céus... as palavras de incentivo...como continuar?
    Soldado sozinho não vence Batalha! Precisamos de seus escudos ao nosso redor, nos tornando um só bloco. Lado a lado, ombro a ombro. Minha vitória é sua vitória! Sua luta é nossa luta! Assim, seremos, todos nós: mais do que vencedores!
    Avante exército de Deus! Marchemos! Grande será a peleja! Porém maior é o que esta conosco – Jesus Cristo!
    Me comprometo diante de Deus, dos anjos e de vocês, nosso amigos, intercessores, leitores, a pregar neste ano como se fosse a última vez...Queremos mais, mais de Deus!
    No entanto, a unção especial que o Pai tem preparado para nós, só será derramada se houver integridade e humildade nos locais em que sediarão nossos Seminários este ano! A semente só brota em terra fértil!
    Orem por este motivo: que o Pai toque os corações (dos líderes, levitas, etc), que haja zelo, amor, alegria em servir, em dar o melhor!
    Não o resto, a sobra...mas a excelência! Só assim teremos o meio para Deus agir. Deus não age em meio a mentira, ao roubo, ao desleixo  (Jr. 48:10 – Josué 7:11-12 )
    Nos ajudem em orações: para que não falte suprimento, não falte amor, força, vitalidade, unção, humildade.
    Nos ajudem na jornada. Para que nossos pés não tropecem nas pedras do orgulho, da corrupção, da altivez, da avareza.
    Nos ajudem a realizar esta missão!
    Contamos com suas preces, com suas sementes, com suas palavras de incentivo, com seu apoio, sua participação, suas mãos estendidas, seu ombro amigo, sua presença conosco nos Seminários. Com seu auxílio na divulgação deste trabalho.
    Pois, sozinhos... nada somos! O Pai estabeleceu a Igreja para que todos nós fossemos um com Ele!
    Obrigado!
    Que o Senhor dos Exércitos, o Todo Poderoso, os recompense segundo Suas promessas! Não desista! Você é produto do sonho de Deus! Faça valer a pena!
    Força, na jornada!
    Honra, ao Cordeiro!
    Na Unidade da Cruz,
    Daniel Mastral e família

veja também