MENU

O Tesouro

O Tesouro

Atualizado: Quarta-feira, 6 Julho de 2011 as 11:23

Na segunda carta aos Coríntios 4.7 o Apóstolo Paulo nos fala de um tesouro em vaso de barro. É curioso isso: o contraste entre os elementos do conteúdo e do recipiente. Logicamente que um tesouro não poderia ser guardado em vaso tão frágil, e sim, a "sete chaves". Mas este texto tem um significado muito especial. Refere-se a nós, como vasos de barro com um tesouro (o Espírito Santo) dentro.    

Os vasos feitos de barro são frágeis, se quebram com facilidade e, quando aproveitados paraserem refeitos, jamais serão os mesmos. Ainda que o oleiro seja bastante habilidoso o vaso nunca mais será o mesmo.    Deus ordenou a Jeremias para que presenciasse o trabalho do oleiro.

A observação do profeta resultou no aprendizado:

1) O oleiro restaura o que está quebrado;

2) o oleiro dá a forma ao vaso conforme seu querer - não é o vaso quem decide que forma terá;

3) o oleiro trabalha com amor.    

Somos estes vasos nas mãos de Deus. Ele, como oleiro divino, nos molda da formaque quer, trabalhando nosso caráter e o nosso espírito para sua obra. Deus é especialista em restaurar e se propõe a nos abençoar desta forma. Basta que nos coloquemos ao seu dispor para sermos moldados à Sua maneira.

Pr. Jabes Alencar

(baseado no livro: O Tesouro - Ministério Jabes Alencar, 2ª. Ed. 2006)

Jabes de Alencar   é pastor, presidente do Conselho de Pastores e Ministros do Estado de São Paulo e do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil.    

veja também