MENU

Samuel não Saul

Samuel não Saul

Atualizado: Sexta-feira, 18 Março de 2011 as 1:49

Recebi um e-mail de um irmão oferecendo seus serviços de consultoria em marketing. Ele acreditou que poderia fazer com que nosso índice de rejeição diminua, e dessa forma nos tornemos mais populares. “Estratégias de Deus”, propagandizava.

Ele não se deu conta, primeiro de que eu fiz uma ótima carreira como profissional de marketing, integrei vários cases significativos ao meu port-folio, desenvolvi teorias, modelos, programas e ferramentas de administração mercadológica, fiz conferências na ESPM por exemplo e treinei executivos no Brasil e no exterior, além de tudo ainda sou apaixonado pela administração com foco no mercado. Portanto, nossa ausência em marketing, como ministério, é intencional e propositada.

Nossa postura na AMME poderia até mesmo ser chamada de anti-marketing. Quando alguém convida pessoas para um evento como foi o Encontro Nacional e divulga que vai falar contra o divórcio, contra o comodismo, o materialismo, a falta de disposição para a evangelização, ao invés de ganhar mais clientes, perde, ao invés de se tornar mais popular, arranja inimigos. E porque agimos assim? É porque discordamos do marketing em princípio. O marketing estuda os potenciais clientes para lhes oferecer um produto que desejem e assim o tornem irrecusável. Mas o cliente da igreja não é o povo, nosso “cliente” é Deus. A igreja existe para agradar e servir somente a Ele!

Aqueles que querem diminuir o nível de rejeição são como Saul que fez tudo o que pôde para manter os soldados motivados e interessados em suas propostas, até sacrificou em desobediência. Quando Samuel chegou, pensando em agradar somente a Deus e não aos homens, repreendeu duramente a Saul da parte do Senhor. Aquele poderia ter sido um grande rei em Israel, mas era um marketeiro e por isso perdeu o reino!

Não são poucas as pessoas que se sentem mal quando são confrontadas por sua indolência e falta de iniciativa diante do IDE de Cristo. Muitas se recusam a ouvir a mensagem que temos a transmitir: Quereis ir vós também? Estamos conscientes de que não transformaremos a realidade de mundanismo e corrupção fazendo marketing, e ainda que um ou outro conhecimento humano sirva para adubar nosso ministério, nós temos escolhido o caminho de Samuel e não o de Saul!

José Bernardo , 46, casado com Vasti e pai de João Marcos e Isabella, é pastor, escritor e conferencista. Depois de uma significativa carreira em marketing, e bem sucedido pastorado, fundou, no ano 2.000, a missão AMME Evangelizar, com o propósito de ajudar as igrejas evangélicas brasileiras a cumprir a Grande Comissão. Sob sua liderança a AMME já ajudou mais de 30.000 igrejas a apresentar o Evangelho a mais de 90.000.000 de pessoas e agora avança para os outros países de língua portuguesa.  

Site:   www.evangelizabrasil.com .

veja também