Medo? De quê?

Medo? De quê?

Atualizado: Sexta-feira, 11 Março de 2011 as 12:21

“Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher por entre as árvores do jardim”.

“Ele respondeu ouvi a tua voz no meio do jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi”. Gênesis 3:8 e 10

O que é o MEDO?

O medo é um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente.

O Pavor é a ênfase do medo, normalmente as pessoas apresentam esse tipo de sentimento em alguma fase da vida, exemplo de pavor é o que está acontecendo no Egito e na Líbia, alguns apavorados ja começam a fazer previsões sobre o final do mundo e uma possível guerra mundial.

O medo pode provocar reações físicas como descarga de adrenalina, aceleração cardíaca e tremor. Pode provocar atenção exagerada a tudo que ocorre ao redor, depressão, pânico, Fobias...

Medo é uma reação obtida a partir do contato com algum estímulo físico ou mental (interpretação, imaginação, crença) que gera uma resposta de alerta no organismo. Esta reação inicial dispara uma resposta fisiológica no organismo que libera hormônios do estresse (adrenalina, cortisol) preparando o indivíduo para lutar ou fugir.

A resposta anterior ao medo é conhecida por ansiedade. Na ansiedade o indivíduo teme antecipadamente o encontro com a situação ou objeto que lhe causa medo. Sendo assim, é possível se traçar uma escala de graus de medo, no qual, o máximo seria o pavor e, o mínimo, uma leve ansiedade. (Filp.4:6-9)

O medo pode se transformar em uma doença (a fobias , a sindrome do pânico entre outras patologias) quando passa a comprometer as relações sociais e a causar sofrimento psíquico.

A pessoa com Medo usa um desfarce de forte e:

1- Nunca pode ser ela mesmo, perde sua identidade.

2- Não pode usufruir do seu sucesso, perde oportunidades, e seu potencial.

3- Nunca aprecia a companhia dos outros, está ocupada demais avaliando as pessoas, se comparando, não consegue se interessar pelo que as pessoas são, só pelo que elas podem dar.

4- Nunca se satisfaz, nada é suficiente.

O medo produz em nós um poder traiçoeiro, quando sentimos medo somos levados a executar ações estranhas, que não estão dentro dos nossos padrões normais. Em outras palavras o medo é mentiroso, pois nos revela uma distorção da realidade.

Os Cinco tipos de Medo:

1-  Medo de Doença – AIDS, Câncer, alguma doença que cause incapacitação física.

2-  Medo da Crise Financeira chegar.

3-  Medo de Lutos – foi feito uma pesquisa nos USA sobre o maior medo com 1000 pessoas, e o primeiro da lista foi a morte de um ente querido, em segundo o medo de uma doença, em terceiro medo de crises financeiras e guerras nucleares.

4-  Medo da Morte – Isso acontece muito na síndrome do pânico.

5-  Medo de ser Rejeitado – rompimento de relacionamentos.

Para Pensar: Não permita que o medo te afaste de Deus, mas que o relacionamento com Deus te afaste do medo.

Propondo a Vitória sobre o Medo:

I João 4:18 – Nos ensina que o medo produz tormento e ser aperfeiçoado, completado no amor de Deus ainda é o melhor remédio para a vitória. O contexto de IJoão 4 nos diz sobre a segurança no amor que recebemos do Pai, ao ponto de podermos amar como somos amados e isso é contrário ao sentimento de medo. Mateus 10:28-31 – Nos ensina a Temer a Deus, e isso significa tributar-lhe respeito e reverência. A reverência a Deus equilibra nosso sentimento de vulnerabilidade com a certeza da segurança. Liderar as emoções e não permitir ser controlado por elas, nosso maior exemplo foi Jesus que passou por traição, foi negado, abandonado, ultrajado e não permitiu que suas emoções o controlassem, pelo contrário não desistiu da sua missão e foi até o fim. Romanos 8:15-16 – Você já foi liberto do espírito de escravidão, hoje o Espírito Santo habita em você, então assuma sua identidade em Cristo.(IITim 1:7) Quando estiver com medo fuja para a presença de Deus. Procure ajuda com um cristão maduro que passou por situações semelhantes ou com seu líder espiritual. Para Pensar: O amor quebra o Sentimento de Isolamento e o Tormento. O amor aproxima as pessoas.

Nem tudo é Ruim.

Existe um tipo de medo positivo, um sistema de alarme elementar, é parte indispensável de nossos recursos de auto-preservação. Um ser humano destituído de medo tem dificuldade em continuar um único dia no tráfego confuso e perigoso de qualquer cidade metropolitana ou então diante de perigos de vida.

Para Pensar: Coragem não é a falta de medo, mas o controle do medo diante das adversidades.

Luiz Henrique de Paula é   pastor, doutor em aconselhamento e cuidado de família. Presidente do "Conselho Metropolitano de Pastores e Ministros da Baixada Santista", psicanalista clínico, terapeuta de família e comunitário. Luiz Henrique é também conferencista na área da família e colunista da revista "Lar Cristão". Autor dos livros: "Quem manda na família Hoje". "Manual de Discipulado" e "Manual para a Família".   Apresentador do programa de TV Família um Projeto de Deus Casado com Jocilaine Amaral Machado de Paula, com quem três filhos: Letícia, Larissa e Luiz Daniel.

Blog do Ministério da Família: http://ministrodafamilia.blogspot.com/

Site do Ministério da Família:   www.ministeriofamilia.com.br

Contato para palestras e consultas em psicanálise e terapia de família

Tel.:   (13) 7806-6278

End.:   Rua Carvalho de Mendonça, 596 - Vila Belmiro - Santos/SP

veja também