Sanguessuga Emocional

Sanguessuga Emocional

Atualizado: Quinta-feira, 5 Agosto de 2010 as 1:35

Quando pensamos na sanguessuga logo nos vem a mente a figura deste animal que só suga, suga, suga o sangue de outros podendo crescer dez vezes mais de seu tamanho original.

No convívio com diversos tipos de pessoas eu encontrei o tipo SANGUESSUGA EMOCIONAL (SSE) - são pessoas que sugam a personalidade e a identidade de outras.

Um(a) SANGUESSUGA EMOCIONAL quando se aproxima de uma vitima logo gruda, e pegajosa, nao quer dividir a pessoa com ninguém, parece que só existe aquela pessoa e a SSE. A vítima não pode fazer outros amigos pois a SSE não permite, só pode fazer o que a SSE mandar. Se não for assim, começam as chantagens.

O que percebo, é que essas SSE normalmente passaram por problemas emocionais ou de perda na infância e não conseguem elaborar bem as amizades, na realidade não conseguem dividir a amizade com outras pessoas. Ao pesquisar encontrei uma característica peculiar, normalmente acontece com irmãos mais velhos o chamado primogênito.

Na pesquisa com um rapaz, o mais velho dos seus irmãos, percebi que ele nunca conseguia fazer amigos e quando o fazia era pegajoso, parece que não existia mais ninguém no mundo, somente aquela pessoa. Ele não tinha identidade própia, sugava normalmente a do outro. Nos primeiros dias era só elogio aquele novo amigo, perecia que tinha o controle de tudo. Ao passar dos dias começavam as brigas, só porque o amigo conseguiu fazer um novo amigo. Mas o SSE não desiste facilmente, quer estar com o amigo e em todo tempo o sufoca. Outras características são a falta de limites e as dificuldades em obedecer autoridade. O SSE não tem limites para nada na vida, apesar de em alguns casos conseguir ser extremamente responsável - o que demonstra mais uma vez o desiquilíbrio nos limites. O SSE também trouxe problemas financeiros para os amigos, isso por causa de várias horas no telefone e em outras áreas como restaurantes, lojas, livrarias, docerias, cinema, sem contar as mentiras e enganos que o SSE pratica para alcançar seus objetivos.

Os síntomas na vida das vitimas são normalmente: perda de identidade, problemas na vida financeira, confusão na vida emocional, pois essa pessoa só viveu durante um período de tempo para o SSE, a perda de outros amigos e possivelmente o desenvolvimento de uma patologia.

Se você é um SSE ou uma vítima do SSE, procure ajuda, mesmo contra a vontade do SSE, ele vai querer te impedir. O mais incrível é que o SSE sempre aceita ajuda e reconhece seu problema, mas mesmo assim não consegue mudar, logo vai procurar uma nova vítima que possa sugar, isso pode demorar algumas semanas ou meses.

Continuo estudando sobre o SSE e percebo que ele precisa de supervisão o tempo todo. Se você se identificou ou tem sido vítima, mande por email suas dificuldades ou características onde poderei ajudar outros.

Encontrei SSE nos bancos das igrejas e tambem nos púlpitos, nas empresas e também desempregados, em maior e em menor gravidade.

Não permita que os SSE dominem sua vida emocional, se algum desses chegar perto de você, fique alerta. São grandes amigos, mas logo vão pedir contas dessa amizade, querendo que voce dê a ele a mesma lealdade que ele pensa dar a você. Achando algum SSE peça logo ajuda, percebi que logo no começo é mais fácil ajudar.

Proverbios 30:15 – A sanguessuga tem duas filhas que dizem Dá e Dá. Outra versão diz Dá-me e dá-me mais.

Luiz Henrique de Paula é   pastor, doutor em aconselhamento e cuidado de família. Presidente do "Conselho Metropolitano de Pastores e Ministros da Baixada Santista", psicanalista clínico, terapeuta de família e comunitário. Luiz Henrique é também conferencista na área da família e colunista da revista "Lar Cristão". Autor dos livros: "Quem manda na família Hoje". "Manual de Discipulado" e "Manual para a Família".   Apresentador do programa de TV Família um Projeto de Deus Casado com Jocilaine Amaral Machado de Paula, com quem três filhos: Letícia, Larissa e Luiz Daniel.

Blog do Ministério da Família

http://ministrodafamilia.blogspot.com/

Site do Ministério da Família

www.ministeriofamilia.com.br

Contato para palestras e consultas em psicanálise e terapia de família

tel.:   (13) 7806-6278

End.:   Rua Carvalho de Mendonça, 596 - Vila Belmiro - Santos/SP

veja também