MENU

O joio

O joio

Atualizado: Quinta-feira, 30 Setembro de 2010 as 9:35

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

"Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro ". (Mateus 13:24-30)

O Senhor Jesus explicou o sentido desta parábola ao afirmar que:

"Aquele que semeia a boa semente, é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos".

Abordando especificamente sobre o joio, motivo desta matéria, o Evangelho nos ensina como a fé cristã genuína e autêntica, em todas as partes do mundo e em todas as denominações, tem sofrido devido aos anticristãos e hereges. Vamos entender melhor!

Talvez a primeira pergunta que vem a nossa mente seja: porque Deus permite que isto aconteça?

Durante anos e anos da minha trajetória cristã, eu, por mais que me esforçasse, não conseguia encontrar qualquer resposta que realmente me confortasse diante de tal pergunta. Contudo, a resposta, simples de transcrever e difícil de enxergarmos, é a seguinte:

Para que os cristãos verdadeiros possam ser aprovados!

Leia, atentamente, o que a Palavra de Deus nos ensina a este respeito:

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós (I Co 11:19) ".

Ora, ainda que desejássemos que tal não acontecesse em nenhuma de nossas Igrejas, infelizmente, aconteceu e continuará acontecendo, pois esta parábola nos ensina que o joio não representa simplesmente os falsos cristãos - aqueles que são tão artificiais em seus relacionamentos com Deus - , mas aqueles que são anticristãos em sua doutrina e fé, escondendo-se sob o nome de cristão. Aqueles que, diabolicamente, desempenham o papel de hipócritas e causam danos para a Obra de Deus.

O livro mais antigo da Bíblia, o livro de Jó (escrito cerca de 1520 anos antes de Cristo), nos adverte sobre isto. Medite comigo:

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas... E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles " ( Jó: 1-6)

Ou seja, Satanás está constantemente entre os filhos de Deus!

Aqui, aprendemos claramente que o nosso nosso livre arbítrio equivale a nada, visto que a boa semente é semeada apenas pelo conhecimento pleno de Cristo, enquanto que Satanás somente pode semear o joio. Ora, se ele pode semear, então ele semeia...

Os anticristos e hereges, que existem entre os verdadeiros, não são de nenhuma utilidade, senão para serem jogados fora. São parecidos com o trigo, mas na realidade são joios hipócrotas e inúteis, servindo apenas para alimentarem o mundo com escândalos, entristecendo o Espírito Santo. O Senhor Jesus foi claro em relação a isto:

E disse aos discípulos: "É impossível que não venham escândalos, mas ai daquele por quem vierem! Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos " ( Lc 17:1-2)

O joio é um endemoninhado cego por Satanás e pagará muitíssimo caro por suas ações, principalmente porque a Justiça de Deus não falha!

Apenas para ilustrarmos mais sobre a existência o perigo do joio, o Apóstolo Paulo também relatou algumas experiências em seu ministério. Observe:

"Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando cousas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles " (Atos 20:29-30)

"Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus ". (2 Corintos 4:3-4)

"Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras, e que têm cauterizada a própria consciência... " (I Timóteo 4)

Agora, talvez você se pergunte: como poderei discernir o trigo do joio?

Como eu afirmei anteriormente, o nosso livre arbítrio - ou a nosssa razão – de nada adiantará diante desta questão. A única solução é sermos cuidadosos com a Palavra de Deus e vivermos a fé que o Espírito Santo nos ensina e não nos preocuparmos "porque o joio cresce", ainda que isto realmente nos entristeça.

Quem assim viver a sua fé, receberá uma advertência em seu coração - através da ação da Pessoa do Espírito Santo - sobre a presença do joio e, no tempo determinado por Deus, ele será arrancado, para que o trigo possa produzir o seu fruto e continuar a sua missão de resplandecer o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Se realmente queremos nos lamentar por causa disto, que nos lamentamos perante Deus, com orações, súplicas e sinceridade de espírito,pois embora o joio estorve o trigo, todavia, o primeiro torna o último mais belo de se contemplar!

"Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós " (I Co 11:18,19).

Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para praticarmos tal ensinamento e que os nossos olhos estejam direcionados a Cristo Jesus e ao trigo que o Espírito Santo tem semeado entre nós.

Que sejam estes os nossos exemplos verdadeiros, pois a Justiça de Deus se encarregará do restante. Aqui e no mundo vindouro, iremos constatar isto. Quem tiver ouvidos, que ouça o que acaba de ler, no silêncio de sua consciência!

Amém!

Pr Ronaldo Didini

Ronaldo Didini   é pastor, jornalista, radialista, escritor e apresentador. Ficou conhecido em todo Brasil por apresentar o programa de televisão 25ª Hora, na década de 90, na Rede Record. Atualmente, é gestor e apresentador do Canal 21.

veja também