10 coisas para saber sobre os homens

10 coisas para saber sobre os homens

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 5

Se você é do time que acha difícil se comunicar com o sexo oposto, este guia pode ser muito útil. A revista científica "LiveScience" divulgou uma lista com dez coisas que toda mulher deve saber - e guardar - sobre eles. São explicações cientificas para as reações que você não compreende e para as que eles querem esconder!

Ele muda durante a gravidez da parceira: Os futuros papais passam por mudanças hormonais que fazem com que seu lado paternal fique mais aflorado. Os feromônios de uma mulher grávida podem influenciar seu companheiro a mudar. Mesmo antes delas engravidarem, eles fazem com que elas fiquem mais abertas ao fato de ter um filho, diz um estudo de 2008 publicado pela revista especializada "Hormones and Behavior". Defendem seu território: Já reparou que seu namorado não desgruda de você quando outro cara aparece? Pode não ser nada mais que um amigo, mas ele encara isso como uma ameaça. Isso acontece porque o dever do homem é defender seu território. Embora as mulheres tenham crises de ciúmes, eles são muito mais propensos a se tornarem violentos quando veem uma ameaça à sua vida amorosa. Eles são mais emotivos: Enquanto o sexo feminino é considerado o mais emotivo, pesquisas mostram que os meninos são mais propensos a reações emotivas e choram mais. Homens adultos também respondem com a emoção mas, só antes de entenderem o que estão sentindo, diz uma pesquisa de 2008. Quando se dão conta do que estão sentindo, eles fazem de conta que nada acontece. Isso se dá pelo costume de reprimir os sentimentos, o que faria com que eles lidassem melhor com uma possível ameaça. Mantém o foco na solução dos problemas: Enquanto as mulheres precisam desabafar e ouvir conselhos para resolverem uma questão, eles só querem resolver o problema. De acordo com pesquisas, o cérebro masculino não responde quando alguém quer desabafar ou falar sobre um problema. Os estudos indicam que a cabeça deles busca uma solução para tudo e não se preocupa em oferecer solidariedade ou compreender sentimentos alheios. Eles olham para outras mulheres: Homens têm seis vezes mais testosterona do que as mulheres e, de acordo com pesquisa da Universidade de Columbia, em Nova York, ela prejudica a área que controla o impulso no cérebro deles e explicaria o porquê de olharem sempre que uma mulher passa por perto e se esquecerem logo em seguida. Querem mostrar quem está no comando: Sabe aquela história de filmes em que um menino sempre apanha de outro mais forte no colégio e depois dá a volta por cima? Os homens precisam definir quem está no comando para não se sentirem ansiosos sem saber como agir. Muitas vezes, o uso de força e humilhação aos companheiros é garantia de que alguns deles estarão no comando, até que alguém mais forte apareça. Brincando com o papai: As brincadeiras entre pais e filhos são, em geral, diferentes das das mães. Entre lutas e jogos espontâneos, eles estão tentando preparar os pequenos para aprender melhor, serem mais confiantes e prepará-los para a vida real. Pais presentes apresentam menores níveis de testosterona e, segundo estudos, isso faria com que fossem mais evoluídos do que os outros. Eles teriam mais chances de fazer com que seus genes passassem de geração em geração. Têm preocupação com relacionamentos: Com o amadurecimento, os homens veem que precisam de uma companheira ou companheiro. Estudos mostram que, passada a fase de competição por status e parceiras até os 30 anos, eles dão mais valor aos laços afetivos e relacionamentos. Eles também querem compromisso: Quando chegam perto dos 30 anos, em geral, eles querem sossegar, diz um estudo boliviano de 2007. De acordo com outra pesquisa, 60% deles querem casar e, mais que isso, serem felizes para sempre. No entanto, 40% dos homens têm dificuldades em serem fiéis, o que, de acordo com pesquisa publicada na "Proceedings of National Academy of Science", pode ser um problema genético. São mais vulneráveis com a solidão: Não é que as mulheres gostem de ficar sozinhas, mas eles sofrem mais com isso, diz um estudo da Universidade da Califórnia. Homens – principalmente os mais velhos - são menos ativos socialmente do que elas e, por isso, sofreriam mais. Os que estão em uma relação estável são menos ansiosos e vivem mais.

veja também