A dor da Traição

A dor da Traição

Atualizado: Quinta-feira, 23 Junho de 2011 as 8:42

Em resposta a pergunta: ¨ sou casada há 13 anos e tenho dois filhos. Há cinco anos me converti e, apesar do meu marido não ter aceitado Jesus sempre me apoiou e muitas vezes me acompanhou até a igreja. Mas, recentemente, descobri o que antes já desconfiava: meu marido me trai e tenho medo do que pode acontecer comigo, tendo em vista o número de doenças sexualmente transmissíveis, principalmente Aids. O que devo fazer?

O pastor Josué respondeu:

Com certeza não existe maior traição da confiança do que a infidelidade conjugal. Porém, todo problema, à luz da Bíblia, tem causa, efeito e solução. Quando os fariseus perguntaram a Jesus: 'É lícito o marido repudiar a mulher por qualquer motivo?' (Mt 19:3), no verso 9, Jesus responde: ¨eu porém vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra, comete adultério...¨ Quando você diz que está preocupada com sua integridade física, isto é compreensivo.

Como conselheiro conjugal tenho dito, que o divórcio deve ser visto sempre como uma ¨porta de emergência¨, nunca como uma ¨porta de saída¨. Antes de um casal optar pelo divórcio, é necessário ter esgotado todos os recursos possíveis na busca da solução em Deus (Mt 19.26). Deve-se pensar em todas as consequências (Ml 2?16) e avaliar todos os prejuízos emocionais, espirituais e sociais. Este é um problema que exige do casal coragem para falar sobre o assunto, expor o que está acontecendo, a fim de encontrar o melhor caminho para a solução. É de fundamental importância buscar ajuda externa, quando o casal não está conseguindo resolver sozinho a crise. Procure alguém que tenha maturidade e graça de Deus, de preferencia o pastor ou alguém do departamento de casais ou de família de sua Igreja, para assisti-los orando e aconselhando. Nunca se esqueça de que a comunicação, como propósito de confrontar o problema, é o primeiro passo para a busca da solução. Por isso, tenha coragem e sabedoria em dá-lo (Pv 14?1).

Pr. Josué Gonçalves

veja também