A felicidade no relacionamento

A felicidade no relacionamento

Atualizado: Terça-feira, 26 Julho de 2011 as 9:12

Em algum momento da vida, o cristão se sente meio fora de órbita. Isso acontece porque, ao mesmo tempo em que vive uma realidade dentro da igreja, que compreende um padrão de vida sadio, paralelamente, vive em um mundo onde as regras, conceitos, valores e apelos, são completamente diferentes.

Nem mesmo a ciência que luta incansavelmente para provar fatos, concentra a verdade absoluta em suas mãos. As Escrituras Sagradas, porém, supera questionamentos e prova cada vez mais a sua veracidade há séculos. O livro do Apocalipse, por exemplo, é um verdadeiro "passeio no futuro". Tudo está acontecendo... Tudo.

Sabe o que tudo isso tem a ver com vida sentimental, santidade ou sexualidade? "Tudo". Não há nenhuma nota ou versículo na Bíblia que diga: "Leia as Escrituras, mas só faça o que lhe agradar e lhe convier." Embora Deus jamais tenha dito isso, é exatamente o que as pessoas tem feito.

O homem vive de escolhas. Muitas pessoas não conseguem compreender a dimensão das bênçãos e maldições que podem usufruir mediante a predileção de cada um. Deus deixa claro que as bênçãos do prazer sexual são para os casados. A abstinência de sexo, porém, tem se transformado em um verdadeiro pesadelo para alguns cristãos.

Ora, Deus conhece profundamente o organismo humano, pois foi ele quem criou cada vaso, músculo e sensação agradável. O Pai jamais criaria uma fonte de prazer em seus filhos para simplesmente proibi-los de desfrutar. Quando Ele limitou os prazeres sexuais a casados, pensou na felicidade do ser humano. Aos solteiros fica a responsabilidade de escolher alimentos que os sustentem até o casamento.

Do que você tem se alimentado?

Observe que Deus sempre ensina e alerta seus filhos sobre os perigos e armadilhas do mal. Segundo a Palavra de Deus, tudo começa pelos olhos. São os olhos que levam alimento ao espírito. O que você olhar é o que vai alimentá-lo. No livro de Gênesis 3:6, a Escritura Sagrada relata o seguinte: E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e (agradável aos olhos) árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Eis aí a resposta, o pecado primeiro tem que ser combatido no olhar antes que chegue ao coração.

Vamos para mais exemplos: E aconteceu que numa tarde Davi se levantou do seu leito, e andava passeando no terraço da casa real, e viu do terraço a uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa. (2Samuel 11:2) Aqui Davi insistiu em olhar para aquela mulher e foi despertado o interesse de possuí-la.

Nos dias de hoje não é diferente; os olhos continuam sendo a porta para um bombardeio sexual que leva homens e mulheres à promiscuidade. A sedução vem através de filmes, novelas, músicas, danças ou roupas. A comercialização do sexo é real e violenta e a nudez é cada vez mais priorizada. Se por um lado o homem e a mulher de Deus estão diante de um inimigo forte, por outro, é mais fácil do que se pensa destruí-lo apenas com uma ação: desviando seus olhos.

Fiz aliança com os meus olhos; como, pois, os fixaria numa virgem? (Jó 31:1)

Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. (Mt 5:28) É claro que isso também vale para as mulheres.

Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. (1Jo 2:16)

O cristão não é obrigado a aceitar o lixo que satanás oferece para esse mundo, ao contrário, Deus o chamou para fazer a diferença. Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. (Lucas 9:23)

veja também