A importância do toque para a criança

A importância do toque para a criança

Atualizado: Terça-feira, 12 Julho de 2011 as 8:22

A experiência tátil é de grande importância para o desenvolvimento do bebê. Sabe-se hoje que é através dos toques que recebe da mãe (durante o banho, nas trocas das fraldas, no embalar do sono) que o bebê irá formar sua imagem corpórea, reconhecendo-se como amado ou não.

O toque é importante desde a gestação. Comprovadamente, já no início do segundo mês de vida o bebê recebe todas as informações emocionais (tristeza, medo, ansiedade) emanadas pela mãe. É importante conversar calmamente com a criança e acariciar a barriga. Com isso, são transmitidas sensações agradáveis, que serão registradas no seu inconsciente e oferecerão uma impressão positiva do mundo ao redor, tornando-o mais tranqüilo e feliz diante da vida.

O carinho ajuda a fortalecer a auto-imagem, acrescentando confiança e segurança ao ser que está em formação. Filhos seguros possuem maior probabilidade de serem bem sucedidos em sua vida.

Pesquisas apontam que crianças que recebem toque carinhoso desenvolvem-se mais satisfatoriamente que os outros bebês privados desse contato afetuoso. O mecanismo do toque suave é agradável e denota carinho e amor.

Em relação à massagem, é recomendado começar após o bebê completar um mês de vida. Os pais podem realizar a prática assim como também algumas educadoras de creches ou berçários que estejam aptas para realizar.

Temos conhecimento que existem em certas culturas formas especiais de se massagear o bebê. Entre elas, há um tipo de massagem realizada com óleos que lubrificam o corpo da criança, que durante vários minutos é massageado lentamente pela mãe em seu colo, sentindo o calor humano, e toda sua dedicação nesse momento de carinho. O toque ou a massagem deve ser transformado em um momento rico de comunicação e expressão entre mãe e filho. Durante o carinho é importante olhar, conversar e cantar para o bebê.

A massagem pode prevenir doenças e aliviar alguns sintomas dos bebês. É notável observar a reação da criança que rapidamente se tranqüiliza entrando num processo de relaxamento profundo, quando a massagem é realizada com carinho.

Crianças privadas do toque podem desencadear carência afetiva, tornando-se indivíduos dependentes de relacionamentos fugazes para obter o carinho efêmero de uma relação sem compromisso. Em decorrência de não receberem o devido afeto e não saberem buscar uma fonte segura de carinho, permanecem insatisfeitas e infelizes. Além disso, pode ocorrer um prejuízo na formação da auto-imagem e insegurança.

Não é só para a criança que o toque é benéfico, mas também para os pais que se tornam mais seguros, afetuosos e felizes. Todos temos o desejo de amar e ser amado. O exemplo dos pais é a base para o sucesso dos filhos. Se os pais desejam que seus filhos sejam carinhosos com eles, deverão manifestar o tipo de carinho que esperam que seus filhos reproduzam.    

veja também