A mulher de Deus deve iluminar o seu lar

A mulher de Deus deve iluminar o seu lar

Atualizado: Quinta-feira, 28 Agosto de 2008 as 12

A mulher de Deus deve iluminar o seu lar

 Um bom soldado tem a inestimável habilidade de continuar marchando mesmo quando a jornada é difícil. Assim também deve agir a mulher de Deus, que, como líder em seu trabalho ou perante um grupo de amigos e, principalmente, como dona-de-casa, deve tentar equilibrar o clima emocional de todos. Afinal de contas, é ela a melhor pessoa para estabilizar ou não o ambiente em que vive. Assim diz a Bíblia em Provérbios 12.4: "A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que procede vergonhosamente é como podridão nos seus ossos."

Elizabeth George, conselheira e autora do livro "Bela aos olhos de Deus", aborda, em seu livro, sugestões para que a mulher venha a se tornar virtuosa. Ela apresenta três dicas para que a mulher venha a adquirir força em sua mente, nas emoções, no físico e no espírito.

A conselheira explica que, primeiramente, ela deve desenvolver a arte de ser tolerante, sempre recorrendo a Deus para que Ele seja o seu auxiliador na arte de perseverar. "Aprenda a ser resignada. A bela e virtuosa mulher de Deus é um exército de virtudes", aconselha.

Além disso, Elizabeth diz que é preciso orar ao Senhor todas as vezes que enfrentamos momentos difíceis ou tempos de sofrimento. "Ele fará com que você consiga reunir forças físicas e mentais, além de recursos maravilhosos para jamais ceder, desistir ou parar", destaca.

Em segundo lugar, a escritora aconselha sobre o domínio de temperamento, referindo-se à "cabeça quente" e à raiva. Pois conforme as Sagradas Escrituras, a mulher de Deus tem ânimo sereno (Provérbios 14.30), sabe como esperar (Provérbios 19.2), não discute (Provérbios 19.11) e tem domínio próprio (Provérbios 25.28). Se você é falha num desses aspectos, a melhor maneira de transformar a situação é fazendo uma súplica sincera ao Senhor.

Em terceiro, Elizabeth fala sobre o domínio da língua. Ela explica que bênçãos e maldições procedem da mesma boca (Tiago 3.10). "Nossas palavras podem ´ferir como espada` ou ´trazer a cura` (Provérbios 12.18). Se quisermos levar o brilho da beleza de Deus para dentro de casa, precisamos pôr em prática provérbios como: "Falar menos" (Provérbios 10.19); "falar só depois de meditarmos sobre o que vamos dizer" (Provérbios 15.28); "falar só o que é doce e agradável" (Provérbios 16.21 e 24); "falar só o que é bom e sábio" (Provérbios 31.26).

É importante lembrar que não é fácil adquirir a beleza de uma jóia. "Se quisermos ser mulheres cujo valor muito excede o de finas jóias, essa rara beleza de caráter é tão difícil de ser adquirida quanto a beleza das jóias que tanto apreciamos. Pois é difícil começar a trabalhar em uma pedra preciosa. As gemas duras e em estado bruto precisam ser lapidadas. Todos os defeitos, tudo o que é desagradável ao olhar precisa ser retirado. Depois de lapidadas, essas pedras são polidas para ter mais brilho, para que suas cores cintilem e para ter um fulgor reluzente como o de um arco-íris. O brilho da mulher de Deus surge pelo mesmo processo, sejam elas casadas ou solteiras", finaliza Elizabeth.

veja também