A mulher no controle das finanças

A mulher no controle das finanças

Atualizado: Terça-feira, 27 Janeiro de 2009 as 12

Administrar o orçamento doméstico é, geralmente, motivo de dor de cabeça para a maior parte dos brasileiros. Em muitos lares, a tarefa de controlar o dinheiro fica sob responsabilidade da mulher. Para que a empreitada seja bem sucedida, é fundamental que haja determinação, além do envolvimento de todos os membros da família.

A mulher deve alertar os filhos para a importância de se controlarem os gastos visando à conquista da estabilidade financeira. Comparar preços e estipular limites são outras medidas que contribuem para o equilíbrio das finanças. A falta de planejamento costuma ser a grande inimiga de quem luta por um orçamento tranquilo.

Segundo o professor de Finanças Pessoais da Fundação Getúlio Vargas, Ricardo Araújo, o controle é a chave dos bons negócios. "Em geral, o brasileiro não tem o hábito de poupar dinheiro e não sabe administrar o seu orçamento doméstico. Todos precisam fazer um controle das finanças e frear o ímpeto do consumo, que faz com que as pessoas gastem mais do que têm", indica Ricardo Araújo.

A administradora das contas também deve se precaver contra os gastos inesperados. Afinal, ninguém está imune a despesas emergenciais, como aquelas provocadas por doenças e acidentes, por exemplo. Ricardo Araújo ressalta que o planejamento doméstico deve incluir medidas que sejam eficazes em longo prazo.

"As pessoas precisam lembrar que vão ficar velhas e que vão perder sua força de trabalho; portanto, o tempo de emprego tem que ser suficiente para suprir toda a sua vida", orienta o especialista.

veja também