A presença do pai é fundamental para o desenvolvimento dos bebês

A presença do pai é fundamental para o desenvolvimento dos bebês

Atualizado: Quarta-feira, 23 Junho de 2010 as 10

Estudos já mostraram que a participação do pai na educação dos filhos contribui para o bom desenvolvimento escolar e no bem-estar das crianças. Um novo estudo sugere que essa presença é mais importante ainda.

Pesquisadores da University of South Florida, EUA, indicam que o envolvimento do pai deve acontecer já durante os nove meses de gestação. Entre os benefícios, estaria a diminuição da mortalidade durante o primeiro ano de vida do bebê. De acordo com Amina Alio, principal autor do estudo, "uma proporção significativa das mortes infantis poderia ser evitadas se os pais se envolvessem mais".

Foram avaliados os registros de mais de 1.300 nascidos vivos durante os anos de 1998 e 2005, na Flórida. De acordo com o estudo, o apoio paterno pode diminuir o estresse emocional das mães, o que evitaria alguns problemas revelados durante a pesquisa:

- Crianças com pais ausentes apresentaram mais chance de nascer prematuras, com baixo peso e pequenas para a idade gestacional.

- A taxa de mortalidade entre crianças com pais ausentes foi quase quatro vezes maior do que aquelas que tiveram os pais presentes.

- Complicações como anemia, hipertensão, eclampsia e descolamento da placenta foram maiores entre as mulheres cujos parceiros não acompanharam a gravidez.

- Grávidas com parceiros ausentes mostraram-se mais propensas a fumar durante a gestação e a não fazer um pré-natal adequado.

veja também