Acomodação sinaliza problema

Acomodação sinaliza problema

Atualizado: Terça-feira, 11 Outubro de 2011 as 8:39

Muitos pais passam uma vista grossa no comportamento de seus filhos diante de algumas atitudes negativas e acabam comprometendo o futuro deles. A acomodação na adolescência pode se transformar em problema grave na história de vida de uma pessoa. Na infância, a acomodação pode se manifestar de uma forma simples, como a preguiça de escovar os dentes; mais tarde, traduzir-se no costume de não fazer as tarefas escolares; e na fase adulta, na falta de empenho na luta pelos ideais. Tudo isso pode gerar um estágio de desmotivação vicioso.

É um percurso que quase sempre gera o mesmo histórico: rejeição a responsabilidades, acomodação, preguiça, falta de motivação para conquistar sonhos, o que, consequentemente, gera frustração. De acordo com educadores, o jovem precisa de direção para decidir e planejar. Se não houver planejamento, ainda que simples, e metas para cumprir, ele certamente se sentirá perdido.

“Um adolescente não possui um projeto de vida estruturado por falta de oportunidades nas várias dimensões de vida como a emocional, a cognitiva e, sobretudo, a social.” A afirmação é da psicóloga Ivany Pinto, mestra e doutora em Educação pela PUC-SP, além de pesquisadora do Centro de Educação da Universidade Federal do Pará (UFPA). Segundo ela, a questão reside em que todo sujeito constrói um projeto de vida e luta para a sua realização. A educadora observa, entretanto, que o caminho entre o desejo e a realização de um projeto de vida pode ser facilitado ou dificultado por inúmeros fatores.

“Alguns jovens fazem superações positivas, ou seja, adequadas com o que é permitido socialmente, para tornar realidade seus projetos. Outros  fazem superações que não são aquelas socialmente aceitas ao assumirem atividades clandestinas ou marginais”, afirma.

De acordo com Inany, se o jovem não tiver oportunidades que o direcionem para alvos certos não conseguirá superar etapas importantes. “O que vai direcionar o jovem para superações positivas diante das dificuldades de realização de seu projeto de vida são as oportunidades, que ele encontra com políticas públicas e sociais. Elas é que vão assegurar o desenvolvimento de habilidades de vida para que haja a superação das dificuldades e conflitos”, explica.

Segundo a psicóloga, um projeto de vida possui um valor para cada jovem, dependendo da história e do contexto em que vive. “A família e a escola possuem um papel fundamental nesta construção”, finaliza.

Agência Unipress Internacional  

veja também