Ah pai, me leva junto?

Ah pai, me leva junto?

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 10:47

Umas das coisas mais difíceis na vida dos pais é deixar os filhos, mesmo que seja apenas pra sair uns dias de férias. Acho que quanto mais os pais sofrem com isso, mais as crianças sofrem também.

Bia e eu sempre viajamos sozinhos, desde que o trio era bem pequeno. Era uma necessidade, a gente precisava descansar um pouco da rotina, da intensidade da vida com trigêmeos. Então, a gente montava um esquema, alguém ia ficar lá em casa com eles, tudo planejadinho e eles cresceram acostumados com isso. Acho que faz parte do aprendizado da vida, aprender a ficar longe dos pais, aprender a sentir saudades e lidar com esse sentimento.

A gente os preparava antes, avisava, conversava. Claro que na hora da despedida era difícil, rolava um chorinho aqui, outro ali, dava um nó na garganta, mas nada muito grave. E durante a viagem a gente ficava morrendo de saudades, querendo falar no telefone com eles todos os dias. Numa dessas viagens, durante os preparativos, o Mario entrou em uma das malas e coube tão direitinho que deu até vontade de levá-lo junto.

veja também