Amamentação diminui o risco cardíaco nas mamães

Amamentação diminui o risco cardíaco nas mamães

Atualizado: Segunda-feira, 2 Maio de 2011 as 10:26

Amamentar é proporcionar aos bebês todos os nutrientes e proteção que os pequenos precisam durante os seis primeiros meses de vida. Isso é uma afirmação que a maior parte das mamães já sabe de cor e salteado.

Agora, nem todos sabem que amamentar faz bem para a saúde da mamãe. E se afirmarmos que amamentar diminui o risco da mamãe sofrer de doenças do coração? Quase nenhuma sabe.

Um estudo publicado na revista “Obstetrics and Gynecology” relata que amamentar diminui o risco de doenças cardíacas no futuro. O trabalho analisou 139.681 mulheres após passarem o período da menopausa e destacou que o grupo de mulheres que amamentou seus bebês por pelo menos um mês apresentou pressão arterial mais baixa, menor nível de colesterol e menor incidência de diabetes que são os grandes vilões das doenças cardíacas.

Autora do estudo e professora de Medicina da Universidade de Pittsburgh, Eleanor Bimla Schwartz afirma que o risco de se ter algum problema cardíaco caiu 10% nas mulheres que amamentaram seus filhos até mais de um ano de idade.

As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte entre as mulheres. Estimular a amamentação, segundo o estudo americano, diminui os riscos das mulheres apresentarem fatores que levem à doenças cardíacas

Mais benefícios   - Lembramos, ainda, que amamentar traz outros benefícios para a mulher, como perda do peso ganho com a gestação, o corpo volta ao normal mais rápido, menor risco de hemorragias pós-parto, menor o risco de alguns tipos de câncer e menor o risco de anemia.

Amamentar não é fácil e nem natural, procure um especialista como pediatras e fonoaudiólogos que possam dar orientações corretas de como amamentar sem o risco de desmame precoce.

Dicas

O ideal é que o bebê receba somente leite materno até os seis meses de vida.

O bebê precisa abocanhar toda a auréola do seio para poder se alimentar corretamente e não machucar a mamãe.

Lembre-se sempre que não só o bebê ganha com a amamentação, a mamãe também recebe muitos benefícios.

veja também