Aprenda a escolher e usar a chapinha

Aprenda a escolher e usar a chapinha

Atualizado: Quinta-feira, 17 Abril de 2008 as 12

Diversos fatores devem ser levados em conta na escolha da chapinha. Em primeiro lugar, o comprimento dos fios. "Quando os cabelos são de médios a longos, as chapinhas mais largas são mais indicadas, pela facilidade de uso. Já para os fios de médios a curtos, as melhores são as mais estreitas", explica Bruno. As mais estreitas são melhores, também, para modelar os fios, pois facilitam o virar das pontas e possibilitam até mesmo fazer ondulações nos cabelos.

Algumas marcas, de olho nessa característica, já oferecem modelos com duplas funções, de alisar e ondular as madeixas. Existem também opções com dentinhos, que ajudam a alinhar os fios, e com lâminas em zigue-zague, que servem para criar texturas para penteados.

É importante verificar também a existência de um termostato no aparelho, caso ela seja de metal, que marca até 200° no máximo. Se for de cerâmica, verifique se esta é de boa qualidade e mantém mesmo a temperatura estável. Caso possa investir um pouco mais, escolha uma de cerâmica e com íons, mas se quiser comprar a melhor mesmo, opte por uma que tenha, também, a tecnologia das ondas infravermelhas. Segundo os especialistas, vale a pena investir nestes três quesitos. Por último, verifique a facilidade de manutenção, para não perder o aparelho quando a garantia acabar.

Dicas de uso

É preciso muito cuidado ao usar a chapinha, pois o uso inadequado ou sem uma proteção adequada pode promover queimaduras na superfície dos fios. "Estas queimaduras resultam em perda de queratina e o aparecimento de fissuras na cutícula. Se as agressões continuarem, ou seja, se a pessoa continuar a aplicar a chapa nos fios sem cuidados, as fissuras vão abrindo cada vez mais até que os fios não resistem e arrebentam", ressalta Bruno Di Maglio. É o que nós conhecemos como fios ressecados e fragilizados.

Confira agora as dicas para você obter o melhor da sua chapinha e sem agredir os fios.

- O cabelo deve estar limpo e seco. Apesar de muitas marcas afirmarem o contrário, os cabeleireiros afirmam em coro que utilizar a chapinha nos fios molhados ou úmidos pode danificar e queimar o cabelo. "Secar bem os fios com o secador é imprescindível antes de usar a chapinha, mas o melhor mesmo é fazer uma escova, que facilita o deslizar da chapa", garante o hairstylist Paulo César Schettini.

- Não esqueça de usar um bom produto termoativado para proteger os cabelos do calor e, de quebra, garantir o efeito liso por mais tempo. Aplique-o em todo o cabelo, sem exagero para não pesar os fios;

- Aqueça a chapa antes de passá-la nos fios, para que ela alcance a temperatura de ação e você não precise ficar passando inúmeras vezes na mesma mecha;

- Para aplicar, comece pelos fios de trás. Divida o cabelo em mechas, prendendo os fios de cima e da frente. Passe a chapinha da raiz para as pontas e apenas uma vez em cada mecha. Isso já garante o resultado;

- Nunca pare a chapa nas mechas. Passe de forma contínua para não queimar os fios;

- Se a sua prancha for de metal e não tiver um termostato, que desliga a chapinha de tempos em tempos, você terá que fazer isso manualmente, tirando-a da tomada de vez em quando, para que ela não aqueça demais e, com isso, queime os fios.

- Lembre-se que, mesmo com todos estes cuidados, a chapinha resseca os fios. É aconselhável fazer hidratações periódicas, em casa e no salão, para recuperar a umidade perdida.

veja também