Beleza não põe mesa

Beleza não põe mesa

Atualizado: Quarta-feira, 6 Maio de 2009 as 12

É muito comum escutar, dentro das igrejas, que o que realmente deve pesar na escolha de um marido ou de uma esposa é a área espiritual. Ora, Deus conhece o coração do homem e sabe exatamente o que agrada a cada um. Ninguém vive em espírito 24 horas, simplesmente porque o ser humano é carne.

É certo que a área espiritual tem um peso tremendo dentro de qualquer relacionamento, mas a personalidade, o caráter e também o físico têm seu peso de decisão. A ordem de importância é que precisa ser questionada.

Um cônjuge pode ser muito espiritual, mas em seu interior carregar uma bagagem de orgulho em oculto. Ou, por exemplo, ser um mal pagador. Existem casos em que a pessoa é linda, mas não chama tanto a atenção de outras. Ela precisa ser agradável para os olhos de quem a escolhe. Também não adianta ser agradável aos olhos se não tiver compromisso e santidade com Jesus.

É como um elo, um fator depende do outro.

Muitos jovens, nos dias de hoje, se empolgam com a beleza, mas quando casam percebem que a beleza não paga conta, não produz suporte de sustento na hora da tribulação e também não muda o caráter de ninguém.

É preciso ter um coração de Deus, um caráter aprovado e, por último, sim, observar a parte física. A ordem da escolha vai refletir, e muito, em um relacionamento feliz. O que o cristão precisa entender é que quando ele entra em um namoro deve pensar no futuro e não no presente. Na vida espiritual, é preciso observar se a pessoa pretendida é um cristão de propósitos. Saber como é a sua vida de oração e intimidade com DEUS. Se tem o hábito de ler a Bíblia, de jejuar, se ama a casa do Senhor e se tem temor em suas atitudes. A pessoa escolhida precisa ser uma coluna forte. Só assim poderá, nos momentos difíceis, dar suporte ao outro, levantando-o e não o deixando cair.

Nos quesitos personalidade e caráter, a Bíblia esclarece que: É melhor morar num casebre do que ter como companheira em casa uma ampla uma mulher briguenta. (Provérbios 21:9) A Palavra de Deus também diz que: É melhor morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e irritadiça. (Provérbios 21:19)

Ter uma moça linda que busca a DEUS, mas que é murmuradora e rixosa? Ter um rapaz forte e musculoso, mas preguiçoso? É preciso analisar como essa pessoa se comporta diante de uma situação de escassez. Se ela se relaciona bem com as pessoas, se de fato se esforça para cumprir compromissos, ou se simplesmente cruza os braços.

Observando pequenas coisas, já se pode fazer um preview da personalidade. É claro que para se chegar a uma conclusão exata é necessário observar várias vezes a mesma situação. Um exemplo simples é analisar ele jogando bola. Briga, grita, xinga, bate, não sabe competir e nem ser humilde? Melhor abrir o olho para outras situações. Quer saber como ele ou ela vai lhe tratar no futuro? Observe como ela trata o pai e como ele trata a mãe.

A questão física é a última a ser analisada, porém, não é indispensável. É claro que esse quesito também tem o seu peso, mas nunca estará à frente da vida espiritual e da personalidade. Muitos jovens ficam hipnotizados por um sorriso bonito, um jogar de cabelos longos, ou curvas e músculos.

Sempre vale a pena esperar a pessoa certa. Deixar Deus governar a área sentimental é uma questão de inteligência. Deus tem sempre o melhor para seus filhos e tudo coopera para o bem daqueles que O amam. Pessoas que colocam Jesus a frente de suas vidas, inevitavelmente serão sempre vitoriosas.

veja também