Benefícios das artes marciais atraem cada vez mais mulheres

Benefícios das artes marciais atraem cada vez mais mulheres

Atualizado: Segunda-feira, 22 Fevereiro de 2010 as 12

Cada vez mais mulheres adotam a prática de artes marciais como uma opção para manter a boa forma. De quebra, elas incrementam a defesa pessoal. Para Sandro Luiz Marciano, presidente da Federação de Muay Thai Tradicional do Distrito Federal, a procura por artes marciais entre as mulheres é um indício de que o estigma que associa esportes de luta a violência está diminuindo.

– Este ano, houve momentos em que havia mais mulheres do que homens nas aulas – reforça.

O trabalho dos membros inferiores do corpo proporcionado pela modalidade, como pernas e glúteos, também funciona como chamariz para o público feminino.

Outra vantagem das artes marciais, segundo Marciano, é o alto gasto calórico em um curto período de tempo, além do ganho de massa muscular. As chamadas artes de defesa pessoal, como o krav maga, também fazem sucesso com o público feminino. Para o israelense Kobi Lichtenstein, instrutor da modalidade na América Latina, as mulheres procuram unir o útil ao agradável e entrar em forma ao mesmo tempo em que aprendem a se defender. Conheça as principais artes marciais antes de escolher a sua:

As modalidades:

Boxe

Ótimo para queimar calorias, o boxe conta com um intenso programa de exercícios que melhora o condicionamento cardiorrespiratório, como pular corda, proferir golpes em acolchoados e sacos de areia, corrida e exercícios localizados, divididos em períodos de alta, média ou baixa intensidade. O treino pode ser feito em dupla ou individualmente, dependendo do objetivo do atleta. Além do ritmo, da coordenação motora e da resistência muscular, o esporte melhora a flexibilidade e gera intensa perda calórica.

Taekwondo

Do coreano, taekwondo significa, literalmente: saltar, voar, chutar ou quebrar com o pé (tae), socar ou destruir com os punhos (kwon) e arte, caminho, método (do). Voltado para a defesa pessoal, as técnicas da modalidade envolvem o uso de pés, das mãos e dos punhos, em uma combinação de movimentos do judô, caratê e boxe tailandês. Os exercícios são benéficos para a parte cardiorrespiratória e melhoram a coordenação e a flexibilidade.

Jiu-jitsu

Usando técnicas de autodefesa baseadas nos princípios do equilíbrio, o jiu-jitsu, ou "arte suave", era praticado por monges budistas na Índia. A modalidade usa o sistema de articulação do corpo e das alavancas, dispensando o uso de força ou de armas. Chegou ao Japão após passar pelo sudeste asiático e pela China. No Brasil, a modalidade foi rebatizada como jiu-jitsu brasileiro, com regras modificadas.

Judô

Idealizada no ano de 1882, a filosofia da luta procura integrar corpo e mente. As técnicas usam os músculos e a velocidade de raciocínio para vencer o oponente. Segundo o mestre Kano, fundador do judô, a vitória representa um fortalecimento espiritual: não é suficiente apenas aprender como lutar com perfeição. Antes, é necessário tornar-se um grande ser humano.

Fontes: Confederação Brasileira de Jiu-jitsu (www.cbjj.com.br), Confederação Brasileira de Boxe (www.cbboxe.com.br), Federação International de TaeKwondo do Brasil (www.taekwondoitf.com.br), Confederação Brasileira de Judô ( www.cbj.com.br )

veja também