Casamento e cerimônia de casamento

Casamento e cerimônia de casamento

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 12:58

"há três coisas que são maravilhosas demais para mim. Sim, há quatro coisas que não entendo: o caminho da águia no céu, o caminho da cobra na penha, o caminho do navio no meio do mar e caminho do homem com uma donzela. " Pv. 30.18 e19

Instigante o texto de Salomão que lembra o caminho que iniciamos no casamento. Coisas maravilhosas. Caminhos maravilhosos. Processos maravilhosos. Lembra-me a expressão do Salmo 139:14: "Graças te dou visto que por modo assombrosamente maravilhoso fui formado. As tuas obras são admiráveis e a minha alma o sabe muito bem. "

Se bem que se Salomão vivesse hoje e gostasse de alguns programas educativos na televisão, talvez entendesse um pouco mais sobre o caminho das cobras, o caminho da águia e o movimento dos transatlânticos no mar. Continuaria maravilhado, mas com mais entendimento.

Mas certamente ainda não entenderia o caminho de um jovem com uma donzela. Aí o mistério continua. Paulo não trata como algo maravilhoso, mas afirmava ser misterioso o caminho de um homem com uma mulher é um mistério de Deus em Efésios 5. Um maravilhoso mistério de Deus. E como mistério, e como sendo de Deus, devemos desvendá-lo com temor e muito amor.

Aí confundimos muitas vezes o casamento com a cerimônia. As cerimônias são fáceis, mas o casamento é difícil. Um mistério. O casal sofre muito antes com a cerimônia. Mas aqui nossa preocupação é caminho do jovem com a donzela que Salomão nem ousa tentar explicar. Os casais sempre se preocupam em onde vai ficar cada participante. Aqui nos preocupamos com um plano de perdão que tem que ser planejado para cada passo deste caminho misterioso. O casal se preocupou com a música que seria cantada. Aqui nos preocupamos com as emoções que estarão presentes no casamento.

A cerimônia pode ser esticada em 2 horas, ou terminada em 20 minutos, mas este caminho misterioso demanda anos a fio de atenção redobrada e olhos bem abertos. Um casal de noivos nestes dias me procurou para que o problema que viveram naquele dia nunca mais acontecesse. Impossível. Em cerimônias de casamentos choramos, sorrimos, nos preocupamos em estar na hora certa, no lugar certo, tirar a foto certa, e tudo isto é importante. A maneira como cada um se veste é significante. Cada pequeno detalhe é memorável, seja a entrada da florista ou a lágrima do pai que entrega a última filha; mas a realização de uma cerimônia é fácil. O casamento porém, é complexo e difícil.

No caminho de um homem com uma donzela, tem que ser trabalhado cada detalhe das promessas e compromissos assumidos durante este momento de cerimônia e toda conversa com os pais do outro; cada conversa ao pé de ouvido em momentos e paixão. No caminho do homem com uma donzela, é preciso desenvolver a duradoura e rica vida de amor fiel anunciada no evento religioso em que se invoca Deus como testemunha. Eis que invocamos na vida de vocês Deus como testemunha e mais que isso, como Aquele único que pode desvendar os mistérios deste caminhar a dois. Ele pessoalmente imaginou tudo isto. Não dá para andar sem Ele.

Parte deste mistério então, é aprender a ser mais parecidos com Ele, no caminhar com o outro. Um compartilhar diário de amor como Ele faz conosco. Ouvindo o outro com atenção concentrada por que é assim que Deus sonda e conhece o nosso coração. Ele se interessa pelo que existe em nosso íntimo. Desenvolver uma generosidade criativa onde dar é melhor que receber. Provocar, invocar, brigar pela benção para a vida do outro todo o tempo, entendendo que o privilégio de estar perto dele (a) neste caminho maravilhoso e misterioso que é o casamento só será bom para mim se eu fizer o bem para o outro.

A Bíblia nunca se preocupou com a cerimônia em si, mas com a união diária do casal. Diária e eterna. Constante e crescente. A preço da própria vida. Jesus fez assim. Desejo o mesmo para vocês. Ele só ressuscitou por que morreu. Morreu por que amou. Abriu mão por que sabia que o caminho misterioso do relacionamento implica em crer que vale a pena investir no outro. Deixar tudo para traz.

Caminhem. Experimentem este mistério. Vivam esta maravilha. Agradeçam a Deus em todo o tempo. Sejam felizes. Mesmo que não saibam entender, experimentem. Ninguém os chamou para entender, mas para crer. Para serem bênção um para o outro e para a família, e para esta geração em que vivem.

Pr. Cleydemir

Cleydemir Santos   é pastor, psicólogo, escritor e teólogo em Minas Gerais. Trabalha com uma abordagem sistêmica, psicodramática, no atendimento de adultos e crianças.  

veja também