Cerca de 75% das futuras mamães sofrem com o problema de inchaço na gravidez

Cerca de 75% das futuras mamães sofrem com o problema de inchaço na gravidez

Atualizado: Quinta-feira, 16 Abril de 2009 as 12

O inchaço de pernas e pés é muito comum durante a gravidez e, apesar de ser possível ocorrer em todas as estações do ano, se intensifica no verão. Esse problema ocorre em 75% das gestantes (principalmente no quinto mês), tem explicação e pode ser amenizado.

Segundo o ginecologista e obstetra Aléssio Calil Mathias, os dias quentes provocam uma dilatação maior dos vasos sanguíneos. "Com isso, o sangue passa a circular mais devagar, fazendo com que o corpo retenha mais líquido do que nos outros dias”, explica.

O médico, que é diretor da Clínica Gênesis, afirma que o nariz, rostos também podem ficar inchados, mas os membros inferiores são os que mais sofrem. "É o chamado edema gravitacional, quando a água se acumula conforme as leis da gravidade. Esse aumento ocorre progressivamente ao longo do dia, intensificando-se no final da tarde e no começo da noite."

O acúmulo de líquidos pelo corpo pode ocorrer pela mudança hormonal ou pelo próprio organismo de mulheres que possuem o sistema linfático mais lento – o que faz com que tenha dificuldade de drenar a retenção de líquidos. Além disso, a partir do quinto mês de gestação, o tamanho do útero dificulta o fluxo venoso dos membros inferiores para a circulação central. "Assim, o sangue que está nos pés e nas pernas encontra resistência para retornar ao coração devido à compressão do útero sobre os vasos da região pélvica", explica o ginecologista Aléssio Calil Mathias.

O incômodo pode ser amenizado com alimentação especial, prática de exercícios físicos, meias elásticas, cremes apropriados, pernas para cima e até mesmo drenagem linfática. Para a endocrinologista Silvia Mizue Hashimoto Toledo, é muito fundamental usar pouco sal para temperar os alimentos, pois ele é um dos maiores culpados pelo inchaço na gravidez.

"A gestante precisa ficar atenta também ao consumo de alimentos ricos em sódio que colaboram para agravar o problema, dentre estes, destacamos os embutidos – salame, lingüiça, salsicha –, sanduíches de fast food e os temperos prontos. Orientamos também a futura mamãe a beber muita água e a priorizar legumes e verduras nas refeições", recomenda.

veja também